Venda de veículos usados tem expectativa de aumento de 11%

Venda de veículos usados tem expectativa de aumento de 11%

Posted by: Flávia Gomes
Em: 31/01/2019

De acordo com os organizadores dos Feirões Auto Show, a venda de veículos usados tem expectativa de aumento de 11%. A perspectiva é que o semento de usados e seminovos acompanhe as tendências do mercado de veículos novos, que já tem se movimentado e tem crescimento previsto para 2019.

O mês de janeiro costuma ser mais fraco para o comércio de veículos em função dos custos com impostos como IPVA. No entanto, ainda assim, o fluxo registrado nos feirões deste primeiro mês do ano registrou crescimento, confirmando a alta prevista para o ano.

“Ao longo das primeiras semanas de janeiro notamos que as transações de veículos nos feirões cresceram bastante pelo movimento nos despachantes que atendem a clientela nos eventos. Como o mês já começou com aumento da procura por carros, nossa expectativa é que a melhora da economia se refletirá principalmente no comércio de veículos usados”, explica Eduardo Ribeiro dos Santos, diretor da Matel Produções, empresa organizadora dos Feirões Auto Show.

Semanalmente o evento, que acontece todos os domingos no estacionamento do Pavilhão do Anhembi e no Shopping ABC, reúne mais de 5.500 carros à venda. Destes cerca de ⅓ são negociados no próprio feirão ou nos dias seguintes, a partir de contatos feitos no dia. “É uma fórmula que funciona com um ingrediente principal: o contato pessoal. Na feira, o comprador vê efetivamente o carro em um ambiente neutro e negocia direto com o vendedor sem intermediário e apesar de termos presença nas plataformas digitais, o encontro pessoal é uma vantagem insubstituível”, completou Eduardo.

Como vender o carro em um feirão

A venda de um veículo cujo valor será utilizado na troca por um novo ou por um seminovo é uma alternativa mais rentável. Porém, antes de levar o carro até o Feirão Auto Show, algumas dicas são importantes:

Deixar o veículo limpo

Vale a pena investir em uma boa lavagem, limpeza de motor e até um polimento, para renovar o aspecto do carro.

Documentação em ordem

Antes de levar o veículo ao local, certificar-se que não há pendências como licenciamento em atraso, IPVA pendente ou multas. A quitação destes débitos facilita na hora de negociar.

Consertos e reparos

Vale a pena levar o carro ao mecânico e fazer uma checagem de itens como motor, câmbio, freios e funcionamento dos itens de segurança. Um carro com manutenção em dia tem mais chances de ser vendido.

Algum amassado?

Se houver ralado, amassado ou algum dano na carroceria, certamente o carro valerá bem menos. O recomendado é que o vendedor conserte e deixe a lataria em ordem para que o veículo chame a atenção do próximo dono.

Histórico

Reunir notas fiscais de reparos, comprovantes de revisões nas concessionárias, além do manual e chave reserva, valorizam o carro. Isso comprova que o veículo foi bem cuidado e o futuro dono terá custos previsíveis graças às revisões anteriores.