VUCs são liberados de rodízio em São Paulo

VUCs são liberados de rodízio em São Paulo

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 05/02/2019

Por meio de uma nota enviada pelo Setcesp, Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e região, foi anunciado que os veículos urbanos de carga (VUC) estão liberados do rodízio municipal após duas décadas de proibição.

O decreto foi publicado em 21 de dezembro no Diário Oficial da cidade pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e prevê a inclusão dos veículos do segmento nas exceções do rodízio municipal que limitam a circulação de veículos de acordo com o final da placa.

Isto significa que a partir dessa data o VUC pode circular livremente em qualquer horário e isento de restrições na região compreendida entre as vias que compõem o Mini Anel Viário da cidade, são elas: marginais dos rios Tietê e Pinheiros, Avenida dos Bandeirantes, Avenida Afonso D’Escragnole Taunay, Completo Viário Maria Maluf, Avenida Tancredo Neves, Rua das Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo, Avenida Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo e Avenida Salim Farah Maluf.

Segundo o sindicato, esta liberação é uma grande conquista do setor de transporte de cargas que, inclusive, já havia apresentado argumentos técnicos para que isso ocorresse. Tayguara Helou, presidente do SETCESP, afirma que há muitos anos o setor de transporte sofre com injustas restrições à circulação dos veículos de cargas na cidade de São Paulo, restrições estas que nunca colaboraram com a segurança do trânsito ou a redução dos congestionamentos, pois quanto menor o veículo, mais são necessários para escoar uma determinada produção.

“Isso não quer dizer que apoiamos uma carreta no centro da cidade em horário comercial, o que nós apoiamos é o que a atual gestão da Prefeitura de São Paulo fez incentivando o uso de um veículo apropriado para a distribuição urbana, ou seja, o VUC”, afirma.

 

Sobre o VUC

O VUC foi desenvolvido especialmente para atender regiões de grande concentração comercial e demográfica devido às suas dimensões reduzidas que facilitam a circulação em vias estreitas, manobras em locais com tráfego intenso e acesso a estacionamentos. Além disso, o VUC possui capacidade de carga cinco vezes maior em comparação a um veículo utilitário, modelo amplamente utilizado para realizar a distribuição urbana de cargas em horários e locais restritos.

A entidade lembra que o VUC regulamentado atualmente em São Paulo possui capacidade média de carga de 3,50 toneladas e ocupa 7,20m no viário, enquanto isso, os cinco veículos utilitários equivalentes transportam apenas 3,25 toneladas ocupando um espaço médio de 21,5m nas ruas e avenidas da cidade.

Para realizar operações de transporte de cargas irrestritas na cidade de São Paulo, o VUC precisa ter a Autorização Especial de Trânsito para Caminhões (AETC) que é emitida pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes após vistoria técnica que afere as medidas regulamentadas.