Arena ANTP 2019 promove discussão sobre mobilidade ativa

Arena ANTP 2019 promove discussão sobre mobilidade ativa

Posted by: Flávia Gomes
Em: 05/09/2019

Realizada pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), a Arena ANTP 2019 promove discussão sobre mobilidade ativa. O painel “Mobilidade ativa por uma cidade mais humana e saudável” visa discutir as atuais políticas públicas e como colaboram, ou não, para que o deslocamento ativo seja viável e seguro para ser inserido na rede de mobilidade no País.

A palestra contará com a presença de Jonas de Oliveira Bartucci, conselheiro da Associação Civil Rodas da Paz; Suzana Nogueira, coordenação do GT Infraestrutura da União dos Ciclistas do Brasil (UCB); Yuri Vasquez, diretor da Associação de Ciclistas Urbanos de São Paulo – CICLOCIDADE; e Marcos de Sousa, editor do portal Mobilize Brasil, como moderador do debate.

No painel, a ideia é que os participantes abordem as experiências das entidades, como é a leitura por parte dessas pessoas em relação ao que temos como políticas públicas e o que há de pontos positivos ou de pontos a melhorar para quem utiliza a mobilidade a pé ou de bicicleta no cotidiano.

Como mediador, Marcos de Sousa, pretende instigar o debate sobre a falta de aplicação das orientações da Política Nacional de Mobilidade pelo governo, já que após sete anos da sanção da lei e cinco anos após sua entrada em vigor, a maioria dos municípios ainda não tem um plano de mobilidade e, também, comentar sobre outros assuntos dentro da pauta abordada na palestra. Mas, principalmente, tentar encontrar sugestões que permitam que o País volte a caminhar, pedalar e utilizar meios de transporte menos destrutivos na mobilidade urbana.

A mobilidade ativa é a prática de transporte que, além de considerar a caminhada a pé, engloba a utilização de patinetes e bicicletas. Considerando que a maioria das viagens realizadas nas cidades brasileiras começa e termina a pé e o crescimento de empresas que disponibilizam equipamentos para ser usufruídos pela população, a discussão sobre o tema se torna fundamental.

Segundo dados da ANTP, a caminhada corresponde a 41% dos deslocamentos que as pessoas fazem diariamente nas cidades do País, apesar dos problemas com calçadas e com a sinalização de segurança para os pedestres.

Em relação ao transporte por bicicletas, Suzana Nogueira, da coordenação do GT de Infraestrutura da União dos Ciclistas do Brasil – UCB, aponta que a modalidade tem ganhado espaço no Brasil e ressalta o significativo aumento de sistemas  de bicicletas compartilhadas como uma forma de estímulo à população. No entanto, ainda existem muitas iniciativas de estrutura desconectadas e falta de estrutura complementar, como a política de estacionamento de bicicletas.

O foco atual da UCB é a incidência das políticas públicas de fomento à bicicleta, em especial em nível federal. No último ano, a instituição atuou principalmente na viabilização do Programa Bicicleta Brasil, cuja lei foi aprovada ano passado e, também, do Projeto Bicicleta nos Planos, que buscou capacitar gestores e organizações locais para a inclusão do modo bicicleta no desenvolvimento dos planos de mobilidade.

Arena ANTP 2019 – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana
Data: 24 a 26 de setembro
Horário: das 9h às 18h
Local: Transamérica Expo Center
Endereço: Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro, São Paulo