Conectividade permite dados em tempo real em serviços de pós-vendas

Conectividade permite dados em tempo real em serviços de pós-vendas

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 17/11/2020

Em sistema desenvolvido pela empresa brasileira Wings, a conectividade permite dados em tempo real em serviços de pós-vendas. É dessa maneira que funciona o VAI (Vehicle Artificial Intelligence), criado em cooperação com o instituto de inovação CESAR, que proporciona às concessionárias conectadas o acesso aos dados dos clientes em tempo real para personalizar o atendimento, uma vez que passam a saber exatamente qual a necessidade daquele cliente, naquele momento.

Receba nossas notícias pelo WhasApp, clique aqui e mande “Oi Frete”

Entre no nosso podcast

Acesse os vídeos no You Tube

Leia a Revista Frete Urbano

“Essa assertividade que o VAI oferece às lojas faz com que a conversão da venda seja até 40% maior na comparação com os meios tradicionais. Além disso, ajuda a otimizar o tempo dos consultores, que não vão mais oferecer produtos que os veículos não têm necessidade”, explica João Marcelo Barros, diretor da Wings. Esse tipo de inteligência vai muito além dos chatbots, os famosos robôs de interação, e é semelhante ao utilizado por montadoras, como a BMW e Volvo, que recomenda a revisão no momento exato em que o carro necessita, e não baseado em abordagens aleatórias.

A Wings explica que o com sistema de conectividade do VAI é possível extrair, por exemplo, informações dos veículos como quilometragem, códigos de falha, status de peças e alerta de colisão em tempo real, em um modelo de negócio que beneficia tanto o concessionário quanto o cliente. Enquanto a loja pode “customizar” seu atendimento e torná-lo mais eficaz, o proprietário do carro realiza manutenções preventivas antes que o problema se torne crônico, reduzindo custos e aumentando a vida útil do veículo.

Conectividade permite dados em tempo real

A otimização dos custos é outro benefício que as concessionárias podem quando estão conectadas ao sistema. De acordo com a Wings, enquanto o processo tradicional de pós-venda, via telefone, pode levar até 11 minutos e custar cerca de R$8,00 para a loja, a operação digital com o VAI reduz esse tempo para 90 segundos, os custos para menos de R$ 0,50 por cliente, eliminando a necessidade de intervenção da equipe da loja. Além disso, por permitir o contato entre loja e cliente por aplicativo, o sistema possibilita o envio de promoções e ofertas especiais personalizadas, utilizando como base o perfil de cada consumidor.

De acordo com José Cláudio Barbosa, gerente geral de pós vendas da Riozen Toyota, que opera cinco concessionárias da marca no Rio de Janeiro, o cliente se surpreende quando recebe uma informação, via aplicativo, de que o carro precisa, por exemplo, de uma reposição de bateria. “Graças a essa tecnologia de conectividade passamos de uma taxa de agendamento ativo que ficava em torno de 25% para algo entre 40% e 50%”, afirma ele que utiliza o dispositivo em suas lojas há dois anos.

Segundo José Cláudio, a aceitação do consumidor foi tamanha que hoje, 70,5% dos usuários do serviço já agendam suas revisões via aplicativo. A Riozen já possui mais de mil veículos conectados no Rio de Janeiro e na região metropolitana.