Emissões: o que é material particulado e como combatê-lo

Emissões: o que é material particulado e como combatê-lo

Posted by: admin
Em: 13/03/2018

Hits: 25

A empresa de tecnologias contra emissões tóxicas Umicore explica sobre emissões: o que é material particulado e como combatê-lo. Mais fino do que um fio de cabelo, o material particulado sai pelo escapamento do carro e é um grande inimigo da saúde. Ainda pouco conhecido pela população, ele é um dos grandes vilões da qualidade do ar e é composto por uma mistura de partículas de carbono e outros compostos orgânicos.

“Nos veículos, ele é gerado pelo processo de combustão incompleto e ação dos óleos lubrificantes, tendo maior incidência no momento da partida do veículo, quando o motor ainda está frio. Porém pode ser emitido durante todo o tempo de funcionamento do motor”, comenta Miguel Zoca, gerente de Aplicação do Produto da multinacional de origem belga.

De acordo com a ONU Meio Ambiente e a Organização Mundial da Saúde (OMS), em São Paulo, por exemplo, os níveis de material particulado está 90% acima do limite considerado seguro. Dados de uma pesquisa da USP, realizada em 2015, apontam ainda que cerca de 60% do material particulado da cidade é proveniente dos veículos.

O material particulado pode causar problemas respiratórios e no coração. O poluente também contribui para o aquecimento global e reduz a visibilidade na atmosfera.

Conforme a Umicore, a solução tecnológica para diminuir a incidência desse tipo de poluente é o filtro de partículas, atualmente utilizado apenas em veículos movidos a diesel no Brasil. Na Europa e na China essa tecnologia é utilizada também em carros abastecidos com gasolina, equipados com injeção direta de combustível.

Segundo a Umicore, o filtro de partículas em motores diesel reduz mais de 90% a emissão de material particulado. “Isso acontece porque a peça também possui função catalítica. Os filtros retêm as partículas e as convertem em CO2 e água. Essas reações químicas purificam os gases de exaustão e permitem que o componente seja regenerado para novas filtrações, evitando que ele fique entupido”, explica o especialista.