Mercedes-Benz Sprinter investe em projetos culturais e sustentáveis

Mercedes-Benz Sprinter investe em projetos culturais e sustentáveis

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 01/09/2021

Hits: 31

Em atividades com o Cinesolar, a Mercedes-Benz Sprinter investe em projetos culturais e sustentáveis. Iniciativa retoma atividades e capacita alunos de escolas públicas para ações culturais e produção de conteúdo para a internet. Em oito anos, a estação móvel sustentável já percorreu mais de 200 mil km em todo o Brasil com furgões Sprinter

O Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. Lançado em 2013, o projeto conta com dois furgões Sprinter e, para continuar oferecendo conteúdo cultural de qualidade ao público durante a pandemia, ele se reinventou com ações adaptadas e vem retomando as atividades aos poucos com o avanço da vacinação no país.

Mercedes-Benz Sprinter investe em projetos culturais e sustentáveis

“Com sua versatilidade, robustez e durabilidade, o Furgão Sprinter é o parceiro ideal para seguir viagem com o Cinesolar por todo o Brasil. Acreditamos muito na importância desse projeto para a sociedade e ele está alinhado com as nossas estratégias de sustentabilidade e responsabilidade social”, afirma Jefferson Ferrarez, CEO e Presidente da Mercedes-Benz Cars & Vans Brasil.

Entre no nosso podcast

Acesse os vídeos no You Tube

Leia a Revista Frete Urbano

Entre as atividades implementadas, o projeto passou a exibir filmes em paredes e telas de condomínios habitacionais das periferias de São Paulo, dando origem ao Cinesolar Janela. Dessa forma, os moradores puderam assistir aos filmes direto de suas casas, com conforto e segurança.

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, também foi lançada a websérie “Cinesolar – Caminhos da Sustentabilidade”, composta por 10 episódios 100% produzidos e editados por meio de energia solar, que podem ser conferidos pelo canal www.youtube.com.br/cinesolarbrasil.

Além disso, as iniciativas de difusão audiovisual e de impacto social continuam com a “1ª MOSTRA ON-LINE CINESOLAR: A BRINCADEIRA TÁ ON”, que será realizada em outubro de 2021 também com transmissão pelo YouTube do projeto, mencionado acima. A programação da mostra será formada por 56 curtas-metragens e videoclipes prioritariamente produzidos por coletivos independentes que atuam nas periferias do Brasil.

A ideia é contribuir para o surgimento de novos olhares e vozes do audiovisual brasileiro, proporcionando renda e o intercâmbio cultural com outros profissionais de cinema do país. As inscrições para a mostra foram encerradas em 15 de agosto e foram quase 230 cadastros de todas as regiões do país.

Mais do que a vertente cultural, o projeto é uma estação móvel de arte, cinema, cultura de paz, sustentabilidade e tecnologia, que viaja por todo o país para exibir filmes a partir de energia solar e promover arte e sustentabilidade por meio de oficinas artísticas e lúdicas, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito a projetos culturais.

Nestes oito anos de atividade, a estação móvel sustentável do Cinesolar já percorreu mais de 200 mil km em todo o Brasil com a Mercedes-Benz Sprinter, contando com a robustez e durabilidade do veículo, além de passar por mais de 400 cidades e proporcionar uma nova experiência para quase 200 mil espectadores, boa parte deles tendo contato pela primeira vez com uma sessão de cinema.

Retorno consciente

Com o avanço da vacinação em todo o país e a reabertura consciente de equipamentos culturais e educacionais pelas autoridades de saúde competentes, o Cinesolar retomou as atividades em agosto deste ano com sessões na cidade de Miracatu, na região do Vale do Ribeira, no Estado de São Paulo.

A escolha desta cidade para este retorno das atividades marca a conclusão do projeto de formação Rede Brazucah na cidade em 2020 em parceria com o Cinesolar. A iniciativa capacitou alunos de escolas públicas locais para exercerem atividades de agentes culturais e produtores de conteúdo para a internet.

Ao final do curso, os jovens produziram o documentário “O que é ser negro?”, a partir de gravações remotas por teleconferência para a gravação das entrevistas que compõem o material. Ao lado de outros curtas com temática infanto-juvenil e de sustentabilidade, este documentário integrou a programação das obras exibidas neste retorno presencial da iniciativa em Miracatu.

Até o momento foram realizadas cinco sessões com a presença de aproximadamente 60 espectadores em cada uma delas. O público acompanhou as exibições seguindo os rígidos protocolos de segurança, desde o distanciamento entre as poltronas, uso de máscara e higienização das mãos com álcool em gel.

Sobre o Cinesolar

A ideia para a criação do Cinesolar surgiu em 2010 durante a participação de Cynthia Alario, sócia e fundadora da Brazucah Produções, em uma conferência sobre cinemas itinerantes latino-americanos, realizada no México. Por lá, conheceu um grupo de profissionais que já realizava um circuito de cinema movido à energia solar na Holanda. Cynthia se identificou com a ideia e resolveu aplicá-la no Brasil, unindo práticas de sustentabilidade, tema tão importante para a sociedade atual, com a itinerância de cinema promovida pela Brazucah há quase 20 anos.

O compromisso com a cultura também se alia ao ideal de sustentabilidade nas atividades do projeto, servindo como um dos pilares do projeto. Para levar os filmes aos locais mais remotos, muitas vezes sem energia elétrica, o Cinesolar conta com dois furgões Sprinter equipados com painéis solares e sistema de conversor de energia que proporcionam até 20 horas de atividades ininterruptas. Cadeiras, sistema de som, projeção e telão são oferecidos para montar uma verdadeira sala de cinema ao ar livre. Desde o início das exibições, já foram economizados mais 2,3 mil kW das redes públicas nas cidades por onde a trupe passou, já que o público desfruta dos filmes por meio da alimentação de células fotovoltaicas.