Pastilhas de freio merecem cuidados mesmo depois da troca

Pastilhas de freio merecem cuidados mesmo depois da troca

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 18/02/2021

Especialista da TMD Friction do Brasil afirma que pastilhas de freio merecem cuidados mesmo depois da troca, isso porque o período de assentamento deve ser respeitado pelo motorista. Raulincom Borges da Silva, coordenador de assistência técnica da empresa, que produz as pastilhas Cobreq, explica que existe um tempo necessário até que as pastilhas se assentem no disco de freio e possam funcionar com todo o seu potencial.

“É comum sentir uma perda de eficiência da frenagem logo após a troca das pastilhas. Para não comprometer o sistema de frenagem do veículo, é muito importante que o motorista utilize os freios com atenção, mantendo-se mais distante de outros veículos, por um período que compreenda a rodagem entre 200 a 500 km após a substituição”, explica.

Receba nossas notícias pelo WhasApp, clique aqui e mande “Oi Frete”

Entre no nosso podcast

Acesse os vídeos no You Tube

Leia a Revista Frete Urbano

Este período de cautela se aplica somente para a troca das pastilhas, sem considerar o disco de freio. Caso este item também seja substituído, o período de assentamento é muito mais rápido, visto que a superfície de ambas as peças terá poucas irregularidades.

O desgaste proposital dos cantos da pastilha nova, uma prática que procura facilitar o assentamento das pastilhas no disco de freio usado, não é recomendada por especialistas, visto que diminui a área de atrito entre pastilhas e disco, reduzindo a sua eficiência e provocando, muitas vezes, o superaquecimento do sistema de freios, além de vibrações e ruídos.

Pastilhas de freio merecem cuidados mesmo depois da troca

Fique atento aos sinais

Após o período de assentamento, as pastilhas deverão começar a funcionar com força total. No entanto, caso trepidações ao frear ou ruídos persistentes ocorram, é necessário levar o veículo a uma oficina mecânica de confiança para avaliar o sistema e todas suas peças e a possível necessidade de substituição ou reparo.

De acordo com Raulincom, também é importante que o motorista realize uma inspeção de rotina nas pastilhas de freio a cada cinco mil quilômetros rodados. “A revisão periódica é fundamental para manter os freios em boas condições. Por outro lado, escolher uma peça de qualidade evita gastos extras e imprevistos com o sistema de freios, além de oferecer uma experiência de frenagem segura e eficiente”, completa o profissional.