Revisão do carro é necessária para garantir viagem segura

Revisão do carro é necessária para garantir viagem segura

Posted by: Flávia Gomes
Em: 17/04/2019

O Grupo DPaschoal afirma: fazer a revisão do carro é necessária para garantir viagem segura no feriado da Páscoa. E para isso, as lojas da empresa estão oferecendo uma revisão de segurança grátis aos motoristas. Para ganhar o serviço, basta agendar a revisão, por telefone ou pelo site da empresa, em qualquer uma das lojas do grupo.

A revisão de segurança inclui a verificação de pneus, suspensão, freios, óleos e filtros, bateria, palhetas de limpeza dos vidros e filtro do ar-condicionado. A orientação é que os motoristas marquem com antecedência a revisão para evitar filas. A avaliação do veículo dura, em média, de 30 a 40 minutos. Mas, se for necessário trocar uma peça, o trabalho pode se estender por uma manhã ou uma tarde.

Como acontece sempre, nos feriados, aumenta o movimento nas estradas e a falta de revisão ou manutenção dos veículos pode ser responsável por quebras e acidentes. Um dos grandes vilões é o pneu. Mais de 30% das chamadas de assistência de guincho nas estradas aconteceram em decorrência de problemas como pneu furado, em más condições ou estepe vazio. Para uma viagem tranquila, é preciso verificar se o pneu está careca e fazer a calibragem, o balanceamento e o alinhamento.

“O principal item que precisa ser checado antes da viagem é o pneu. O próprio motorista pode verificar se o pneu está careca, ou gasto, colocando uma moeda de R$ 1,00 no sulco da borracha. Caso a borda dourada estiver aparecendo, o pneu certamente não tem mais condições seguras de rodagem”, explica o gestor de Inovação do Centro de Treinamento Técnico e de Inovação (CTTi), Leandro Vanni.

Se o sulco tiver menos de 1,6 milímetro de profundidade o pneu já é considerado “careca”, o que reduz a aderência do veículo ao piso. O engenheiro recomenda que os motoristas também estejam atentos ao estepe. “As pessoas se esquecem de calibrá-lo e mantê-lo em condições de uso. Dessa forma, em uma emergência, o motorista não poderá contar com esse pneu”, adverte. “É preciso avaliar, também, as pastilhas, discos e fluido. Todo o sistema deve estar funcionando perfeitamente para garantir a segurança do motorista no momento da frenagem. Dirigir na estrada exige ainda mais dos freios dos veículos”, alerta o especialista.