Revisão dos pneus é de extrema importância antes de viajar

Revisão dos pneus é de extrema importância antes de viajar

Posted by: admin
Em: 21/12/2018

Hits: 10

Com a chegada das festas de fim de ano e os feriados prolongados, a revisão dos pneus é de extrema importância antes de viajar. Único ponto de contato entre o veículo e o solo, eles exercem influência direta em todo o comportamento dinâmico de um carro. Suas boas condições proporcionam o aproveitamento total dos sistemas de suspensão, transmissão, tração, direção e frenagem, trazendo assim maior segurança ao motorista e aos passageiros.

De acordo com José Carlos Quadrelli, gerente geral de Engenharia de Vendas da Bridgestone, o motorista precisa estar sempre atento à calibragem do pneu, um item essencial tanto para a boa condição de rodagem como para o menor desgaste, boa dirigibilidade e menor consumo de combustível. “O proprietário precisa realizar uma checagem semanal da pressão dos pneus e respeitar a calibragem indicada pelo fabricante do veículo, que deve ser verificada com os pneus frios (em um posto não mais do que 2 km da casa do consumidor) e é importante não esquecer de verificar a pressão do estepe (que deve ser calibrado com uma pressão maior: até 5 psi acima dos demais). A pressão errada nos pneus pode acarretar vários danos que vão desde o desgaste prematuro até a deformação do componente”, afirma.

O alinhamento e o balanceamento também devem ser verificados. Além de evitarem um desgaste irregular dos pneus, eles garantem a estabilidade e melhor dirigibilidade do veículo. Juntamente com a calibragem, esses itens são fundamentais para a utilização segura e econômica dos pneus.

Outro item essencial é o rodízio dos pneus – inversão das posições entre os dianteiros e os traseiros – que tem por função equalizar o desgaste e garantir uma vida longa e uniforme a eles. “O ideal é fazer o rodízio periodicamente, de acordo com o manual do veículo. Na falta deste, o rodízio pode ser feito a cada oito mil quilômetros para pneus radiais, e a cada cinco mil para os diagonais”, explica Quadrelli.