Serviços do Conarem podem gerar negócios para gestão das retíficas

Serviços do Conarem podem gerar negócios para gestão das retíficas

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 06/08/2020

Com diferentes soluções, serviços do Conarem podem gerar negócios para gestão das retíficas. De acordo com a entidade, alguns dos benefícios dos associados são Rede Nacional União de Autopeças, suporte em garantia e no pós-venda para várias indústrias, banco de dados técnico e programas financeiros e parcerias com fabricantes.

Receba nossas notícias pelo WhasApp, clique aqui e mande “Oi Frete”

Entre no nosso podcast

Veja outras ações da entidade

O Conselho Nacional de Retíficas de Motores (Conarem) oferece diversos serviços e benefícios à rede associada, que tem como o objetivo criar diferenciais técnicos, comerciais e de marketing nas retíficas. “Firmamos constantemente parcerias para geração de novos negócios às retíficas de motores, bem como oferecemos programas de capacitação em busca da excelência no atendimento, desenvolvimento e fortalecimento das empresas”, afirma José Arnaldo Laguna, presidente do Conarem.

Para trazer redução de custos e mais competitividade no mercado, foi constituída a Rede Nacional União de Autopeças, braço comercial que reúne os pedidos e negocia direto com os fabricantes de peças motor.

Oferece suporte em garantia e no pós-venda para as indústrias: Cummins, Deutz, FPT-CNHi (Case, New Holland e Iveco), Kohler Lombardini, VW MAN, MWM, Perkins e Yanmar.

A entidade conta também com acervo eletrônico de informações técnicas, contendo 3.608 motores cadastrados de veículos nacionais e importados, o maior banco de dados técnico da América Latina, também trabalha em parceria com a AERA e MITCHELL dois importantes sistemas de informações técnicas para motores importados, tudo isso para auxiliar os retificadores no dia a dia na empresa.

Serviços do Conarem podem gerar negócios para gestão das retíficas

Na parte de gestão, possui programas financeiros, entre eles, a Safra Pay para operações nas vendas para pessoas físicas pelos cartões de débito e crédito à vista ou parcelado em até doze vezes, onde retificadores tem taxas muito  competitivas e ainda podem antecipar os recebíveis; com o mesmo banco o CONAREM negociou a cobrança dos boletos bancários com grandes benefícios.

Segundo Laguna, novos projetos estão a caminho, “o ambiente virtual está sendo incorporado nas ações associativas e, em breve, teremos boas novidades para os retificadores de todo o Brasil”.

O Portal Conarem http://www.conarem.com.br/ conta com variedade de informações, entre elas, agenda, legislação, meio ambiente, literatura técnica e materiais de apoio, informativo online Integração, Pesquisa Referencial Conarem – Preços de Mão de Obra, produtos Conarem, como Selo de Registro de Temperatura do Motor, Certificado de Garantia Nacional, Lubrificante Tirreno WL 530 e Biocida para Diesel Actioil A550.

Juntamente com o SENAI, foi elaborada cartilha orientativa sobre normas de segurança no trabalho para que as retíficas não tenham problemas em eventual fiscalização do trabalho. “A cartilha possui 249 páginas com detalhes do risco de cada máquina e a solução de adequação para eliminar possíveis acidentes, com menor investimento possível”, comenta.

Na área de treinamento, tem parceria com os consultores Paula Rosolen Picardi e Eng. Roberto Canassa Júnior, que contam programas para melhorar a qualidade dos serviços e a produtividade. Em parceria com a Kolbenschmidt (KS) disponibiliza periodicamente treinamentos gratuitos de recondicionamento de motores Ciclo Otto e Diesel nas instalações da fábrica em Nova Odessa/SP e com a Mahle, cursos de recondicionamento de motores linha leve e linha pesada, módulos básico e avançado, no Centro de Treinamento em Jundiaí/SP.

O Conarem é membro do WERC (World Engine Remanufacturing Council – Conselho Mundial de Fabricantes de Motores), que reiniciou as atividades, em 2018, reunindo lideranças de entidades de vários países, como África do Sul, Europa (FIRM), EUA, Canadá (AERA), Argentina, Colômbia, Equador, México, Chile, Guatemala, Rússia, Austrália e Nova Zelândia, promovendo, assim, acesso a novas tendências mundiais.