Sistema de suspensão em mau estado compromete a segurança

Sistema de suspensão em mau estado compromete a segurança

Posted by: Flávia Gomes
Em: 13/08/2019

Fabricante de peças de reposição, a Cofap faz um alerta: rodar com o Sistema de suspensão em mau estado compromete a segurança dos ocupantes do carro, além de comprometer o conforto. Por ser responsável por garantir a estabilidade do veículo, absorvendo os impactos do solo e reduzindo solavancos e vibrações para a cabine, o conjunto é de extrema importância para a segurança de motoristas e passageiros.

Principal peça do sistema de suspensão, o amortecedor garante que os pneus do veículo estejam sempre em contato com o solo, garantindo assim condições ideais de dirigibilidade. Por esse motivo, a revisão periódica da peça é de extrema importância, uma vez que nem sempre os problemas causados pelo desgaste são percebidos pelo motorista, que vai se acostumando ao “balanço” do carro no decorrer do tempo.

Dependendo da intensidade de uso e do modo de condução do veículo, os componentes internos do amortecedor podem apresentar problemas como desgaste do tubo de pressão, do pistão e fadiga das molas das válvulas. Apesar de eventuais avarias não serem visíveis, podem ser facilmente diagnosticadas por profissionais qualificados. É preciso ficar atento ainda aos casos de amassamento dos tubos, empenamento das hastes ou vazamento de óleo, que podem ser identificados visualmente, quando a recomendação é fazer a troca imediata do amortecedor, independente da quilometragem.

Além do amortecedor

O sistema de suspensão é composto, ainda, por outros itens como molas (que sustentam o peso do veículo e o mantem a uma determinada distância do solo), barras estabilizadoras (que diminuem a inclinação da carroceria em curvas e auxiliam na dirigibilidade e estabilidade), bandejas de suspensão (também chamadas de braços oscilantes, que sustentam e controlam a movimentação das rodas) e bieletas (que fazem a ligação da barra estabilizadora com o amortecedor), todos fundamentais para que o veículo trafegue confortavelmente, com estabilidade direcional em movimento e durante as frenagens, enfim, com segurança. E todos esses componentes são fixados ao monobloco do veículo (carroceria), ou entre si, através de suportes e/ou buchas de borracha, que são suscetíveis aos impactos sofridos pela suspensão quando o veículo está em movimento. Geralmente, ruídos vindos da suspensão indicam avaria nesses componentes de borracha, cuja não substituição prejudicará os componentes ao qual estão conectados.

Durante as revisões de manutenção, tão essencial quanto observar o estado dos amortecedores é verificar cada um dos demais componentes da suspensão, para garantir que o sistema funcione de maneira harmônica. Amortecedores novos instalados num sistema de suspensão que eventualmente contenha outros componentes deteriorados sofrerão redução de sua vida útil e podem até amplificar as avarias existentes já que, novos e “mais firmes”, sujeitarão os demais itens da suspensão a esforços mais intensos.