Tecnologia LED requer atenção ao ser instalada nos faróis

Tecnologia LED requer atenção ao ser instalada nos faróis

Posted by: admin
Em: 09/08/2018

Hits: 7

Conhecida por sua eficiência, a tecnologia LED requer atenção ao ser instalada nos faróis dos automóveis. São diversas as considerações que o consumidor deve levar em conta na hora de adquirir uma nova lâmpada em LED para os faróis do veículo para usufruir de todos os benefícios que o produto oferece.

Tecnologia LED requer atenção ao ser instalada nos faróis
Tecnologia LED requer atenção ao ser instalada nos faróis

A linha de corte da projeção de luz, determinada por normas internacionais e pela Resolução 227 do Código Brasileiro de Trânsito, também depende do equilíbrio na quantidade de lúmens, unidade de medida do fluxo luminoso. “Uma lâmpada em LED com valores acima de 3 mil lúmens dificilmente se enquadra nas normas. Acima deste valor, no processo de desenvolvimento do produto, é improvável a projeção correta da linha de corte”, alerta Juliana Gube, gerente de Marketing da Lumileds Brasil.

Por isso, a tecnologia LED para faróis automotivos, ainda sem regulamentação no País e comercializada sem o selo de segurança do Inmetro, pode ser o grande vilão quando o assunto é ofuscamento. Segundo a Lumileds Brasil, por outro lado, a lâmpada LED Philips, vendida no mercado brasileiro, foi submetida a testes em laboratório credenciado pelo Inmetro e aprovada nos faróis dos carros mais populares do Brasil. A marca afirma que a segunda geração do LED Philips para faróis chega nas versões H4 e H7, entregando ao usuário a segurança da projeção da luz que não ofusca a visão de outros condutores, além de estilo, melhor visibilidade e durabilidade.

De acordo com a fabricante, a lâmpada LED Philips entrega o máximo de luminosidade: 160% mais se comparada com as lâmpadas convencionais. A luz branca, com temperatura de cor de 6.200 K, dá ao carro uma aparência moderna e visual futurista, mais branca que os faróis de xênon.

A empresa afirma que o LED Philips – por contar com chips de material semicondutor sólido de alta tecnologia no lugar do filamento das lâmpadas convencionais, mais propensas à ruptura –  é altamente resistente à vibração e choque, à água e poeira. Segundo a companhia, a durabilidade do LED Philips, de até 8 anos com baixíssimo consumo de energia, é assegurada com a inovação e os avanços do processo de desenvolvimento da Lumileds.

O sistema para dissipação de calor denominado AirFlux foi projetado no LED Philips sem o uso do cooler para reduzir a temperatura na região da base da lâmpada e evitar a perda de lúmens causada pelo superaquecimento. “A lâmpada que utiliza o cooler, normalmente tem a sua durabilidade reduzida”, afirma Gubel. De acordo com a Lumileds Brasil, já o control box integrado facilita a instalação do LED Philips mesmo em faróis com espaços restritos. Aqui vale acrescentar que para instalar o produto da marca não é preciso qualquer modificação no veículo e/ou adaptação elétrica.

Ao contrário de outras tecnologias, como o xênon por exemplo, o LED está previsto na resolução do Contran e, por isso, é permitido em substituição às halógenas convencionais, bastando ao motorista fazer a adequação no documento do veículo.