Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 09/04/2020

Texto: Flávia Gomes | Fotos: Divulgação 

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer? Quem não se lembra de ver aquelas carretas gigantes cruzando a cidade de São Paulo sem a menor parcimônia? Bloqueavam o trânsito, estacionavam em lugar proibido e eliminavam muita, mas muita fumaça tóxica, prejudicando a saúde da população da nossa cidade.

Até que chegou um dia que essa prática foi proibida. Entraram em cenas os VUCs, os veículos urbanos de carga. Apesar de serem mais práticos e muito utilizados para transporte de cargas dentro da cidade, até algum tempo os VUCs também sofriam com a restrição de circulação em alguns locais e horários da cidade de São Paulo.

Mas com a publicação do Decreto nº 56.920/2016 isso mudou, os veículos utilitários, usados como veículos carga urbanos podem acessar em locais restritos sem problemas e são muito utilizados para esse tipo de entrega urbana.

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Porém, para realizar operações de transporte de cargas irrestritas na cidade de São Paulo, o caminhão leve do tipo VUC precisa ter a Autorização Especial de Trânsito para Caminhões (AETC) que é emitida pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes após vistoria técnica que afere as medidas regulamentadas.

“O motorista deve ficar atento aos locais de circulação permitidos e ao prazo da autorização expedida pelo DSV, para evitar transtornos no trânsito e multas. Também é preciso consultar sempre o Sistema Unificado de Autorizações Especiais para checar se o veículo está autorizado ou não a circular”, explica o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram.

Os veículos de carga que podem transitar em zonas e vias restritas são aqueles que não têm condições de efetuar seus serviços em horários diferentes aos locais com restrição ao seu trânsito, tais como os prestadores de serviços de urgência, serviço de utilidade pública, serviços públicos essenciais, casos de emergência que tratam de situações de risco, serviços em obras e outros previstos em legislação específica de âmbito Federal ou Estadual.

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Para os VUCs e os veículos de socorro mecânico de emergência (guincho), a portaria 137/18–SMT.GAB estabelece a necessidade de apresentação de Comprovante de Vistoria de Caminhões – CVC para efetivação de cadastramento prévio e da Autorização Especial de Trânsito para Caminhões – AETC.

O agendamento de vistoria só pode ser realizado após o recebimento dos documentos obrigatórios pelo DSV. A vistoria, que é gratuita, é feita para a emissão do Comprovante que certifica as características dos veículos, previstas na legislação. Para acessa o site que faz o cadastramento, busque pelo AETC.

Desde o dia 03 de junho de 2019, o agendamento de vistoria é realizado por meio do site do portal de agendamentos. Como o local da vistoria possui restrição ao trânsito de caminhões, os veículos terão o trânsito autorizado no dia do agendamento da Vistoria, porém, deverão ser respeitadas outras restrições. As vistorias para VUCs podem ser realizadas nas segundas ou sextas-feiras, das 7h às 9h30 ou das 12h às 14h30 e nos sábados, das 7h às 9h30. Já os guinchos terão vistorias feitas nas terças, quartas e quintas-feiras, das 16h30 às 19h.

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Autorização Especial de Trânsito para Caminhões – AETC

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, por meio DSV, recebe a inscrição no Cadastro de Caminhões / Autorização Especial de Trânsito para Caminhões – AETC a partir do site do Sistema Unificado de Autorizações Especiais. O Sistema Unificado de Autorizações Especiais – SUAE – SMT/DSV – é o sistema de informação onde se solicita a Autorização Especial de Trânsito para Caminhão – AETC.

Um dos primeiros passos para solicitar a Autorização Especial de Trânsito para Caminhões – AETC, é a entrega documentos básicos obrigatórios (previstos na Portaria nº 137/18-SMT.GAB) que poderá ser feita no DSV/AE através do correio (Caixa Postal nº 25.998, CEP 05513-970 SP/SP) ou pessoalmente na Rua Sumidouro, 740, Pinheiros, São Paulo-SP das 9h às 16h. Desde maio de 2019 o serviço de atendimento presencial para a entrega dos documentos obrigatórios para a obtenção de Autorização Especial de Trânsito para Caminhões é realizado mediante agendamento.

Cadastramento de VUCs em São Paulo: tem que fazer?

Ela é delimitada pelas seguintes vias: Marginal Pinheiros, Avenida dos Bandeirantes, Avenida Afonso d’Escragnolle Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, Avenida  Presidente Tancredo Neves, Rua das Juntas Provisórias, Avenida do Estado, Rua Dom Pedro II, Rua General Carneiro, Rua Doutor Itapura de Miranda, Rua da Cantareira, Rua Mauá, Avenida Tiradentes, Praça da Luz, Rua Prates, Rua Três Rios, Rua da Graça, Rua Silva Pinto, Rua dos Italianos, Rua Julio Conceição, segue pela margem da Linha Férrea da CPTM até o Viaduto Miguel Mofarrej, Avenida Mofarrej, Avenida Imperatriz Leopoldina e Avenida Queirós Filho (vide mapa ao final).