Caminhões elétricos: mais próximos da realidade…

Caminhões elétricos: mais próximos da realidade…

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 19/06/2018
A coluna Tecnologia da informação é escrita por Vânia Cagnassi, formada em R.P. pela Universidade Metodista
A coluna Tecnologia da informação é escrita por Vânia Cagnassi, formada em R.P. pela Universidade Metodista

A montadora Tesla recentemente anunciou a produção do seu primeiro modelo de caminhão elétrico. Ele vai se chamar Semi, e assim como os outros veículos já produzidos pela empresa, ele terá um motor elétrico com tecnologia semi-automática para dirigibilidade nas estradas.

A montadora Tesla é mundialmente conhecida pela inovação. Começou com o sonho aeroespacial, passou pelos carros elétricos, produção de baterias de lítio, depois geradores domésticos de energia (para os orgulhosos proprietários dos seus veículos) e agora chega a era dos Caminhões e dos Trens elétricos.

Uma verdadeira revolução tecnológica, visionária e disruptiva.

A Tesla é uma empresa que se traduz por sua diversificação. Como precisava de baterias de lítio para os seus veículos elétricos ela decidiu então fabricá-las! Como queria dar mais autonomia para os consumidores dos seus produtos, foi mais além e iniciou também a produção de modelos residenciais chamados de Powerwall, propiciando aos proprietários sua própria fonte de energia elétrica.

Caminhões elétricos: mais próximos da realidade…

Suas fábricas são recheadas de robôs, grandes aparelhagens vermelhas e brilhantes com 2.5m de altura que mais se parecem com os Robôs Transformers dos Cinemas. Estes robôs coreografam uma verdadeira dança de produção: soldam, rebitam, pegam, movem materiais, dobram metais e instalam componentes.

Tudo isso com o único e mais nobre dos objetivos: produzir o melhor veículo do mundo, seja ele carro, caminhão, trem ou nave especial no menor tempo possível.

Todo o processo é automatizado, inovador e futurista. Isso vale também para a experiência de compra. Sem concessionária ou pontos de venda, você escolhe, encomenda pela internet e o recebe seu veículo em casa.

O Semi terá capacidade de carga de 36,3 toneladas. Rodando com a carga máxima, o caminhão terá 805 km de autonomia. Com carregamentos parciais, essa distância máxima a cada carga de bateria pode ser ainda maior. Com carga máxima de 36,3 toneladas o modelo alcança 104 km/h.

A marca ainda garante uma carga de 640 km em apenas 30 minutos. Para isso, o Semi deve ser conectado no que a Tesla chama de “mega-carregadores”, com potência ainda maior que os 120 kW dos super-carregadores já existentes.

Caminhões elétricos: mais próximos da realidade… Potência

São quatro motores equipados no eixo traseiro do Semi, gerando, possivelmente, mais de 1.000 cv – o que o torna muito mais potente que os concorrentes a combustão. Carregando as 36 toneladas, a Tesla diz que o Semi vai de 0 a 96 km/h (60 mph) em apenas 20 segundos. Sem carga o caminhão faz de 0 a 96 km/h em 5 segundos.

Em uma inclinação de 5%, a velocidade máxima é de 104 km/h (máximo permitido pelas estradas do EUA), muito acima do que um caminhão convencional atingiria.

Caminhões elétricos: mais próximos da realidade… Design

Na cabine do Semi uma novidade: o motorista estará posicionado no centro e a altura no interior da cabine será de 1,98 cm. Duas telas de 15 polegadas touchscreen equipam o painel e funcionam como retrovisores.  As duas telas de 15 polegadas equipam o painel do Semi.

A Tesla garante que o custo benefício para o condutor do Semi é maior que caminhões convencionais. Custo total por milha (1,6 km) é de US$ 1,26 contra US$ 1,51 de caminhões a diesel. O custo por milha (1,6 km) de um Semi é de US$ 1,26.

Sua tecnologia semi-autônoma permite montar um comboio de 3 caminhões, sendo que o veículo da frente fornece as instruções para os demais. Isso prolongaria a autonomia e reduziria o custo de operação.

A maioria das montadoras define o layout de seu chão de fábrica uma única vez de modo a minimizar os custos e planeja linhas de modelos que permanecem inalteradas por anos a fio. Já os engenheiros de produção da Tesla mudam continuamente o layout da fábrica para aprender o máximo possível

A fabricante havia anunciado que as primeiras unidades do Semi seriam utilizadas internamente, porém sabe-se que acordos já foram firmados com DHL e Walmart para entregas em 2019.

Caminhão elétrico da Tesla promete revolucionar o futuro dos caminhões. A produção tem data prevista para 2019. Sem divulgar os valores, a Tesla já aceita reservas – basta desembolsar US$ 5 mil (R$ 16.400), nos Estados Unidos. Seja bem-vindo a era da inovação!

Fontes : Tecnoblog, Forbes e tesla.com