Pesquisa: Conhecendo o transportador VUC

Pesquisa: Conhecendo o transportador VUC

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 11/10/2017

Estudo “Panorama do Segmento VUC” é a primeira etapa para conhecer melhor motoristas autônomos, bem como frotistas e empresários do setor de veículos urbanos de carga

Texto: Carol Vilanova | Fotos: Opinion & Evolution Pesquisas/divulgação

A empresa Opinion & Evolution Pesquisas realizou em setembro, em parceria com a Revista Frete Urbano, uma pesquisa qualitativa para conhecer melhor o transportador do segmento de VUCS (Veículos Urbanos de Carga), com intuito de entender as atitudes destes profissionais e suas ferramentas de trabalho, tão importantes para a mobilidade das cidades grandes.

Especialistas da Opinion & Evolution Pesquisas explicam que o projeto foi conduzido por meio de entrevistas em profundidade, aplicadas por entrevistadores especializados em estudos qualitativos, com respostas gravadas. O público alvo foi definido como motoristas de VUC, autônomos e proprietários de VUC, que trabalham nas zonas centrais de São Paulo, além de frotistas e transportadoras, representados por seus proprietários, diretores ou gerentes de logística.

Pesquisa: conhecendo o transportador vuc
Estudo “Panorama do Segmento VUC” é a primeira etapa para conhecer melhor motoristas autônomos, bem como frotistas e empresários do setor de veículos urbanos de carga

Nessa etapa da pesquisa, as entrevistas foram feitas na cidade de São Paulo e englobaram empresas de diferentes portes, assim como transportadores de variados tipos de cargas. Entretanto, em função do Código de Ética da ABEP, não podemos identificar nominalmente a declaração dos entrevistados.

Ao final de cada declaração, indicamos pelas siglas M.A. e F./T., as categorias de profissionais pesquisados (M.A. = Motoristas Autônomos e F./T. = Frotista/Transportadora). Agora vamos conhecer um pouco mais dos nossos transportadores.

Mobilidade

Sobre a legislação que restringiu a circulação de caminhões maiores em várias zonas da cidade (Zona de Máxima Restrição de Circulação – ZMRC), as opiniões nos dois segmentos estudados, de acordo com os resultados da Opinion & Evolution Pesquisas, confirmam a lei ajuda sim a agilizar a circulação de veículos. Ou seja, o uso de VUCs tornou mais rápido e eficiente o processo de entrega de mercadorias em regiões centrais da cidade de São Paulo.
“Comparativamente com os grandes caminhões, cada VUC ocupa menor espaço, congestiona menos o trânsito, é mais fácil de manobrar, de estacionar e fazer entregas nos locais desejados”. (F./T.)

“Se não fosse os VUCs, ninguém conseguiria dar o horário da entrega, não daria para saber quanto tempo é necessário numa cidade que tem congestionamentos como São Paulo. A não ser que o pacote fosse pequeno e desse para ser levado de moto”. (F./T.)

Pesquisa: Conhecendo o transportador VUC

Outro aspecto positivo citado foi que a própria legislação já alterou as regras quanto ao comprimento dos veículos, reconhecendo que os VUCs necessitam ter um dimensionamento ideal em termos de capacidade de volume de carga (em metros cúbicos) assim como limites de peso da carga. Foi, portanto, muito lembrada como positiva, a mudança na legislação do VUC, ao admitir a elevação do comprimento de 6,30m para o atual parâmetro de 7,20m.

Na pesquisa também foi abordada a questão dos congestionamentos nas grandes cidades, já que não deveriam ser culpados apenas os caminhões, mas também a grande quantidade de carros de passeio e a má administração pública em relação aos transportes coletivos.

“Não adianta ficar pondo a culpa nos caminhões, mesmo com as restrições, a cidade continua toda congestionada”. (M.A.)

Sem esquecermos a importância dos VUCs para a sociedade como um todo: “Os caminhões são duplamente penalizados pois, além de ter que respeitar o rodízio, sofrem as restrições da ZMRC. A demanda da sociedade pelo veículo particular é importante, mas não se deve esquecer que sem os caminhões como seriam abastecidos os supermercados, as farmácias. As prateleiras ficariam vazias”. (F./T.)

Muitos acreditam, porém, que o problema ainda não está resolvido: “A legislação ainda não estudou este tema com maior profundidade. A própria sociedade deveria participar mais desta discussão através das câmaras especiais, entidades de classe. As Transportadoras, os Frotistas, todos aqueles que entendem de operações de transporte de carga deviam ser ouvidos e contribuir para aperfeiçoar a lei“. (F./T.)

Também existe o problema da falta de fiscalização: “Você que se adaptou às leis e está trabalhando com um VUC para obedecer às leis, todo dia está vendo vários caminhões circularem em local proibido, porque a fiscalização é insuficiente” (F./T.)

A pesquisa também registrou críticas às medidas inoportunas como, por exemplo, a demarcação de grande quantidade de faixas para ciclistas, que estariam sendo vistos como pouco numerosos para justificarem tantas mudanças e adaptações.

“Sem contar que muitos dos congestionamentos são provocados pelos acidentes diários com motos que quase sempre seriam devidos a abusos e irresponsabilidade dos motoqueiros” (M.A.)

Custo operacional e aquisição de novo VUC

O estudo investigou qual seria a percepção de quem trabalha com VUCs em relação aos fatores que mais impactam em seus custos operacionais. Segundo a Opinion & Evolution Pesquisas, uma tese destacada por todos, corresponde ao consenso de que o pagamento dos fretes foi historicamente rebaixado, ou seja, os preços dos fretes foram muito pouco atualizados em comparação com os custos de combustível, pneus, peças, manutenção, oficina, despesas com seguro, e a própria mão de obra (motoristas, mecânicos, ajudantes).

Em termos de gastos com combustível, a imagem dos VUCs é positiva, sendo que estes veículos urbanos de carga já teriam sido desenvolvidos com a proposta de economia de combustível.

Para o motorista que geralmente só possui um VUC a compra do novo VUC é tratada como se este veículo representasse uma extensão de seu carro de passeio, ou seja, precisam de mais conforto e design. Já os Frotistas e Transportadoras acreditam que o primeiro critério de escolha é quase sempre o preço. “Os fabricantes pensam só na carga, poderiam desenvolver um banco mais confortável, para quem passa todo dia muitas horas no trânsito”. (M.A.)

Já o pensamento dos Frotistas e Transportadores, é mais impessoal, até mesmo por não terem de dirigir o veículo a ser comprado, eles fazem a compra mais técnica. Para ambos os segmentos estudados, o fator preço está sendo colocado entre os fatores mais importantes. Dos demais critérios apareceram menções às Ideias de “ser robusto” e “potente”.

Outra observação importante refere-se ao fato de que a “versatilidade” é um critério que já se tornou essencial da própria categoria VUC, a ponto de não ser um grande diferenciador para as marcas: Todas as marcas de VUCs ofereceriam alguma alternativa mais versátil.

Expectativas acerca do mercado

Neste estudo qualitativo, tanto os Motoristas Autônomos como os Frotistas e Transportadoras expressaram um elevado grau de satisfação com os VUCs, considerando que eles atendem suas necessidades e expectativas.
Em termos de perspectivas para o próximo ano (2018) a maioria dos entrevistados demonstrou um otimismo moderado, achando que as vendas dos VUCs devem crescer pelo menos um pouco.

Segmento satisfeito

A pesquisa revelou que junto aos Frotistas e responsáveis por Transportadoras existe um claro consenso quanto à satisfação alcançada com o transporte urbano de cargas. “Tudo que eu conquistei foi graças ao meu trabalho e dedicação, e depois de ter aprendido dominar esta área, não faria qualquer sentido eu abandonar a profissão que me proporcionou tudo na vida”. (F./T.)

Os motoristas autônomos relacionam a profissão como “destino” e “vocação” e no caso dos motoristas mais jovens, a satisfação com a profissão costuma ser justificada com o fato de se ter mais liberdade trabalhando sem patrão: “Para ganhar dinheiro eu dependo apenas de trabalhar mais, não posso é ficar parado” (…) “Não dependo de ninguém, você ganha conforme você trabalha”. (M.A.)

Essas foram algumas conclusões qualitativas de uma prévia do que será abordado no 1º Estudo “Panorama do Segmento VUC”, pesquisa quantitativa a ser realizada pela Opinion & Evolution Pesquisas, com apoio da Revista Frete Urbano, por meio de cotas de patrocínio que estão sendo oferecidas ao segmento VUC.

O objetivo desse estudo é que cada vez mais possamos conhecer o público de VUCs e nos relacionarmos melhor com ele. Caso tenha interesse nos detalhes desse 1º Estudo “Panorama do Segmento VUC”, favor contatar a Opinion & Evolution Pesquisas através do e-mail atendimento@opinionevolution.com.br.