Coronavírus: uma ameaça também no transporte

Coronavírus: uma ameaça também no transporte

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 08/04/2020

Coronavírus: uma ameaça também no transporte. Apesar de estarmos todos atentos e ligados nas notícias sobre o novo Coronavírus nas TVS, rádios e internets, como veículo de comunicação especializado em transporte e motoristas, temos que alertar nosso público sobre esse perigo que está tão eminente e cada vez mais próximo. Mas a pergunta ao motorista é: você pode parar? Pois é, no final do dia, o transportador não pode parar.

É o transportador que leva para os supermercados os alimentos que chegam às mesas das famílias, é ele que distribui os remédios para as farmácias, que dirige por aí equipamentos hospitalares e até pacientes nas ambulâncias etc. Muitos transportadores não podem parar, é verdade, não podem ficar em casa, como é recomendado.

Sabemos que quem puder ficar em casa, é a melhor opção, é o que orienta as autoridades da saúde. Nós, da equipe de redação da Revista Frete Urbano, estamos trabalhando de casa, no estilo Home Office, e nos comunicamos por telefone e mensagens, porque é viável para nós. Quem não tem esse privilégio e tem que correr o risco, deve se proteger muito mais.

Coronavírus: uma ameaça também no transporte

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o novo coronavírus se espalha principalmente pelo contato com uma pessoa infectada através de gotículas respiratórias geradas pela tosse ou espirro, que podem ser inaladas ou contaminar as mãos e as superfícies.

No site da Anvisa, há uma série de informações que são confiáveis, e foi lá que buscamos as recomendações que passamos nesta coluna.

Ainda no site da Anvisa, as recomendações em caso de sintomas são: Tem uma gripe leve? Aguarde em casa. Tem febre e tosse? Procure um posto de saúde. Está com falta de ar? Vá à emergência do hospital mais próximo.

Para o transportador que vai trabalhar o dia todo dentro do veículo, não use o ar-condicionado, quanto mais arejado estiver o local, melhor. Antes de sair de casa, faça uma boa higienização nas superfícies do interior do veículo e na maçaneta com álcool, e refaça a operação algumas vezes ao dia.

Evite cumprimentar as pessoas e mantenha distância de um metro para cada lado quando estiver tratando com alguém. De novo, se puder tirar umas férias, fique em casa.

E a última recomendação: busque as informações sobre o coronavírus em veículos de comunicação fidedignos,
canais de TV, rádios, jornais e revistas e até mesmo sites de notícias sérios. Esses profissionais são especializados em trazer a todos nós informações que vêm de fontes seguras e confiáveis. Conversas e áudios de Whatsapp compartilhados em grupos de amigos e família não são seguros, na grande maioria vezes são Fake News. Pense nisso, duvide e não repasse.

Mais informações, acesse:
Ministério Saúde: https://saude.gov.br/saude-de-a-z/novocoronavirus
Anvisa: http://portal.anvisa.gov.br/coronavirus