De olho na saúde: Coração batendo com vigor

De olho na saúde: Coração batendo com vigor

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 11/05/2018

Hits: 41

 

A coluna De olho na saúde é escrita por Thaís Rizzatt, médica anestesiologista
A coluna De olho na saúde é escrita por Thaís Rizzatt, médica anestesiologista

As doenças cardiovasculares são aquelas que afetam o coração ou os vasos sanguíneos e dessa maneira irão interferir no fluxo sanguíneo para o coração, cérebro ou corpo. Este fluxo pode ser reduzido pela formação de coágulos de sangue (trombose) ou pelo depósito de gordura no interior da artéria, endurecendo ou estreitando-a, entre outros.

Entre elas, a doença cardíaca coronariana, acidente vascular encefálico, doença arterial periférica e doenças da aorta são as mais frequentes. Segundo a Organização Mundial da Saúde, estas doenças representam um terço da mortalidade total. No Brasil, a cada minuto uma pessoa morre vítima de doença cardiovascular.

Geralmente são distúrbios que evoluem de forma lenta e despercebida pela maioria das pessoas, e quando os sintomas começam a se manifestar, estão em um estágio avançado. O tratamento para contenção da doença quando já instalada, dependendo do estágio, se faz por meio de medicamentos de uso contínuo ou até mesmo intervenção cirúrgica, seja de maneira menos invasiva, como colocação de “stent” cardíaco até a revascularização do miocárdio.

Mas o mais importante, é que felizmente são doenças preveníveis de maneira simples, seguindo hábitos de vida saudáveis e visitando regularmente um cardiologista, combatendo assim os fatores de risco, aumentando a sobrevida, com qualidade.

Portanto, para prevenir as doenças cardiovasculares, as principais atitudes são:

– Praticar atividades físicas regularmente, pelo menos 5 vezes por semana, durante 30 minutos.

– Ter uma alimentação saudável e balanceada, evitando excesso de sal, açúcar e gorduras.

– Não fumar.

– Evitar consumo excessivo de álcool.

– Evitar sobrepeso e obesidade, o excesso de peso predispõe a outros fatores de risco.

– Fazer o controle adequado da pressão arterial, que deve ser mantida em torno de 120×70 mmHg. A hipertensão, além de fator de risco para acidente vascular cerebral, infarto agudo do miocárdio, também predispõe a insuficiência cardíaca e renal.

– Fazer o controle adequado da glicemia, evitando o aparecimento da diabetes.

– Controlar os níveis sanguíneos de colesterol, lembrando que o colesterol bom (HDL) deve ter seus valores acima de 40mg/dl, e o LDL (colesterol ruim), de uma maneira generalizada abaixo de 100mg/dl. As triglicérides também devem ser controladas.

– Evitar estresse.

Com essas simples medidas podemos ter um coração batendo forte e saudável por mais tempo!!! Não perca tempo, cuide-se!