Doenças silenciosas que impactam na Covid-19

Doenças silenciosas que impactam na Covid-19

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 10/08/2020

De olho na saúde: Doenças silenciosas que impactam na Covid-19. Veja os tipos de comorbidade que podem agravar a doença 

De todas as dúvidas que nós, leigos, e até profissionais renomados da saúde ainda têm em relação à Covid-19, é o fato de que muitas pessoas contraem o vírus e nem tomam conhecimento disso. São as chamadas assintomáticas. Por outro lado, outros pacientes, que nem sempre são da terceira idade, sofrem intensamente e acabam muitas vezes morrendo em decorrência da doença.

Receba nossas notícias pelo WhasApp, clique aqui e mande “Oi Frete”

Isso se dá por conta de comorbidades que o doente pode ter e que agravam o impacto do coronavírus dentro do seu organismo, levando-o a desenvolver quadro grave após a infecção. São casos de pacientes com doenças pré-existentes como obesidade, diabetes, hipertensão e tuberculose.

Veja edição completa da revista 

Também temos aquela parcela da população que, até contraírem o vírus, não sabia que sofria de alguma dessas comorbidades e outros tantos que, sabem da enfermidade, mas não fazem o tratamento adequado.

Em meio ao crescimento exponencial de infecções e mortes por covid-19 no Brasil, uma característica presente em diversos casos mais graves preocupa os profissionais de saúde: as comorbidades desconhecidas pelos pacientes ou que não são tratadas adequadamente. Porém, segundo especialistas, muitos desses casos poderiam não ter uma evolução tão grave se o paciente fosse tratado adequadamente da doença pré-existente.

Doenças silenciosas que impactam na Covid-19

Doenças silenciosas que impactam na Covid-19

A pandemia do coronavírus é uma situação completamente nova para todos, mas despertou em muitas pessoas a precaução de descobrirem questões ocultas sobre a própria saúde, de saber se pode ou não ter um agravante caso contraia o vírus.

E aquela história de quem está aparentemente bem de saúde, ficar longe do hospital, para não contrair o vírus, caiu por terra. Afinal, problema de saúde pode acontecer com qualquer um, e deve ser tratado. Então a orientação hoje é que se procure sim um centro médico se sentir que tem alguma coisa errada com a sua saúde, seja ela qual for.

O sobrepeso então, é um fator de risco importante, mesmo que as pessoas que estão nesta situação, não acreditem ser parte do grupo de risco. Segundo profissionais da saúde, tem sido notado muitos pacientes com a covid-19 que têm um IMC (Índice de Massa Corporal) que se enquadra na obesidade, mas não percebiam o problema.

E com isso, identifica-se doenças, até então desconhecidas por aquele determinado paciente, quando ele é internado, como a hipertensão e a diabetes. Então, meus amigos, temos que nos cuidar, principalmente escolhendo muito bem o que colocamos na boca.

Ainda segundo os especialistas, outras enfermidades como tuberculose, doença pulmonar obstrutiva crônica e problemas cardíacos também podem estar entre os agravantes desconhecidos por pacientes infectados pelo novo coronavírus, que são internados em estado grave. Às vezes, são sinais fracos que são ignorados pelo indivíduo, e que são descobertos tarde demais.

Moral da história, temos que nos cuidar. Tirar um tempinho para fazer exames essenciais, escolher melhor os alimentos que comemos, evitar o sedentarismo e manter o otimismo sempre em alta, porque desânimo também é doença e pode agravar ainda mais um problema como a Covid-19.