Entrega Noturna

Entrega Noturna

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 08/11/2015

Hits: 49

Resultados do projeto piloto realizado no ano passado foram tão promissores que existe a previsão de expansão, inclusive, para outras regiões de São Paulo

 

Texto: Carolina Vilanova | Fotos: Divulgação

Se deu certo nos States, por que não haveria de dar certo no Brasil? Estamos falando de um projeto-piloto de entrega noturna que começou no ano passado e sim, foi considerado um sucesso, pelo menos para o Sindicato, a prefeitura e para a secretária de transportes.

Esse modelo de distribuição foi implantado em Nova York em 2010, com o nome de Off-Hour Delivery, envolvendo três grandes empresas (Wholefoods, Foot Locker e Sysco) e 35 estabelecimentos. Os norte-americanos colheram os melhores resultados dessa empreitada, ganhando em eficiência, produtividade e redução de emissão de poluentes, além de diminuir o trânsito durante o dia. Haja vista que o projeto se tornou uma política oficial na cidade.

Entrega Noturna
Entrega Noturna

O projeto serviu de modelo para a Secretaria de Transportes de São Paulo, que em parceria com CET, SETCESP, Instituto de desenvolvimento do varejo (IDV), entre outros órgãos, colocou o plano para funcionar em caráter experimental. A Polícia Militar e o Programa de Silêncio Urbano (Psiu) também estavam envolvidos no programa.

Durante um seminário realizado no SETCESP, Jilmar Tatto, secretário municipal de transportes de São Paulo, aprovou o projeto, que tem como objetivo reduzir o impacto no trânsito da cidade por conta de entregas em grandes estabelecimentos. “É um projeto-piloto inédito que visa retirar de circulação os grandes veículos na cidade. Você tem um espaço ocioso na madrugada que pode ser ocupado”.

Como tudo começou

O presidente do SETCESP, Manoel Sousa Lima Júnior, contou que a Entrega noturna é uma demanda antiga do setor, mas que nunca vingou. “Essa gestão da prefeitura nos acolheu melhor para atender essa demanda e através da ajuda da prefeitura foi feito o projeto-piloto”.

distribuicao_2a

O local escolhido foi o perímetro da região oeste formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, as pontes da Freguesia do Ó e da Casa Verde e as vias Marquês de São Vicente, Pompéia, Heitor Penteado, Dr. Arnaldo e Pacaembu. Os serviços eram prestados apenas no horário das 21h às 5h da manhã, entre os dias 13 de outubro de 2014 e 31 de março de 2015.

Para que tudo funcionasse de acordo foram selecionadas 15 empresas parcerias. “A ideia era fazer entregas em shopping centers, home centers e grandes supermercados, onde tem área para descarga, ou seja, pode entrar com o caminhão, proporcionando segurança e conforto”, diz Manoel.

Ele continua: “estabelecimentos comerciais pequenos não suportam esse tipo de projeto, pois não tem área de entrega e nem estrutura, muitas vezes é um comércio familiar, que não tem como receber carga a noite. Eles continuam recebendo as suas cargas durante o dia, mas o movimento fica menor, com certeza”.

No início do projeto, os organizadores tinham as seguintes preocupações: barulho e possíveis roubos de carga. “Mas durante todo período não tivemos nenhum registro de reclamação por barulho e nem roubos. A polícia foi movimentada para ajudar. Ou seja, o programa foi um sucesso. Não tivemos nenhum empecilho”, completa o presidente.

Em relação aos resultados, Manoel afirma que foram obtidos com sucesso. “Os clientes gostaram, os transportadores gostaram, tudo deu certo. E para a população foi bom, pois tiramos muitos VUCs e vans das ruas durante o dia, para o governo foi bom, pois o sistema viário foi utilizado num horário que é ocioso, ou seja, todos ganharam, já pensamos em ampliar o projeto”, celebra.

O presidente prevê uma segunda etapa do programa que vai envolver todo município. “A prefeitura pode esticar um braço para ajudar, mas ainda falta muito para outros municípios entrarem. Mas aqui em São Paulo, a prefeitura vai fazer um convite às empresas e quando todo mundo entrar, e todos se acostumarem, vai acabar virando lei”, finaliza.

Para driblar o trânsito o grupo Pão de açúcar também recorreu a entrega noturna, cerca de 600 entregas são feitas desse horário, para isso deslocaram 300 veículos do dia para noite, ou seja, 33% do volume de entregas. Se o objetivo do projeto de entrega noturna é reduzir a lentidão do tráfego e a emissão de poluentes, isto foi conseguido. Já para a cadeia produtiva busca ganhar eficiência, reduzir custos operacionais e tornar as entregas mais ágeis.

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, 76 mil caminhões circulam por dia no centro expandido. Ao mesmo tempo, 80% do espaço das ruas e avenidas no minianel viário fica ocioso durante a madrugada.  Por isso, essa é uma medida que tem tudo para funcionar e os bons resultados do projeto comprovam o seu sucesso.

 

VANTAGENS DA ENTREGA NOTURNA

» Produtividade – mais de 60 entregas realizadas durante 12 semanas

» Redução no tempo de trânsito

» Redução no tempo de carga/descarga

» Menor trânsito na área selecionada durante o dia

» Sem registro de ocorrências de roubos

» sem autuações por ruídos

 

FROTA CIRCULANTE EM SAMPA

» 3,8 milhões de automóveis e 190 mil caminhões

»76 mil caminhões circulam no centro expandido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *