Falando de esportes: A Copa da Rússia vem aí

Falando de esportes: A Copa da Rússia vem aí

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 11/05/2018
A coluna Falando de esportes é escrita por Carlos Briotto, jornalista formado pela Universidade Metodista
A coluna Falando de esportes é escrita por Carlos Briotto, jornalista formado pela Universidade Metodista

A Copa da FIFA 2018 está chegando. Esta será a 21ª edição, a primeira sediada pela Rússia. Para os menos desavisados, a primeira coisa que pensam quando ouvem falar deste país é na vodca, no Ballet Bolshoi ou nos carros Lada e Laika (importados da Rússia na era Collor, quando da abertura econômica). Lembram quando ele, Collor, disse que os carros nacionais pareciam uma carroça? Se não lembram deem uma busca no Google ou falem com alguém mais velho. Mas a Rússia não é só isso não, é, além de tudo, cultura, história e muita história.

Bom, já que o assunto é Copa do Mundo, Rússia e história, vamos dar um panorama e falar de assuntos ligados a este evento como seleções, cidades sedes, curiosidades e outras coisas mais.

A Copa vem aí: A Bola

Pergunte ao Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Messi ou Neymar sobre o significado da bola na vida deles. Provavelmente eles vão abrir um sorriso ou, no caso dos mais emotivos, lágrimas serão derramadas. Na verdade a bola tem uma tremenda importância, tanta é essa importância que a Adidas resolveu nesta copa homenagear a bola com o mesmo nome dado a ela nas Copas de 70 e 74: Tesla 18.

Mascote

Em substituição por deficiência técnica sai Fuleco e entra o Lobo Zabivaka, que russo significa “aquele que marca o gol”. Boa sorte para ele.

Maiores Jogadores Russos

A Rússia nunca teve grandes seleções, nem mesmo quando fazia parte da União Soviética. Mas não podemos deixar de falar de dois grandes atletas, sem dúvida os maiores.

Lev Yashin, o Aranha Negra. Talvez este seja o maior goleiro russo de todos os tempos e foi único até hoje a ganhar a Bola de Ouro da France Football, como maior jogador da Europa em 1963. Na Copa o melhor goleiro ganha o Troféu com o seu nome. Como Jogador disputou as Copas de 58, 62, 66 e 70. Rinat Dassayev. Também goleiro, defendeu a seleção russa nas copas de 82, 86 e 90.

Estádios

Para receber as 32 seleções a anfitriã definiu 11 sedes e escalou 12 estádios para a copa.

Moscou – dois estádios com capacidades para 80.000 e 45.000 pessoas.

Grupos

Grupo A

Rússia

Arábia Saudita

Egito

Uruguai

Grupo B

Portugal

Espanha

Marrocos

Irã

Grupo C

França

Austrália

Peru

Dinamarca

Grupo D

Argentina

Islândia

Croácia

Nigéria

Grupo E

Brasil

Suíça

Costa Rica

Sérvia

 

Grupo F

Alemanha

México

Suécia

Coreia do Sul

 

Grupo G

Bélgica

Panamá

Tunísia

Inglaterra

 

Grupo H

Polônia

Senegal

Colômbia

Japão