Fiat Toro 1.8 Flex: versatilidade com reconhecimento

Fiat Toro 1.8 Flex: versatilidade com reconhecimento

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 21/04/2019

Queridinho da FCA, queridinho dos designers e queridinho do motorista. O Fiat Toro agrada desde que chegou no mercado em 2016. A prova disso é que foram 100 mil unidades vendidas em dois anos de mercado nacional e uma das picapes mais vendidas. Se considerarmos todas as picapes, pequenas, médias e grandes, a Toro é a segunda mais emplacada do país, fica atrás apenas da Fiat Strada, a irmã mais nova.

Mas em 2019 a coisa pode mudar, pois novas picapes desembarcam no Brasil, tem a picape grande e luxuosa da Mercedes-Benz, tem a Renault Alaskan, também no segmento maior e ambas com previsão para segundo semestre de 2019. E tem a VW Tarok, mostrada no Salão do ano passado, essa sim concorrente direta da Toro, mais para o final do ano.

Por isso, é melhor a FCA se cuidar, já incrementou a linha Toro neste ano, somando ao todo seis versões e três motorizações, sendo uma diesel. Ou seja, bala na agulha para continuar brigando a Toro com certeza vai ter, e aí é só esperar a chegada nova Strada, essa provavelmente em 2020, o que não vai mudar em nada a vida da marca.

Mas voltamos à nossa Fiat Toro, a versão que andamos dessa vez foi a Freedom 1.8 AT6, que ganhou novos itens de série e continua exibindo seu desenho moderno, que já é conhecido e apreciado pelos transportadores VUC. Já falei o quanto de Toros vemos no pátio do Ceagesp? Bastante. Comprovando o que sempre falamos: o transportador usa o carro para o trabalho e também para o lazer, afinal, a Toro é bem bacana.

O trem de força deste modelo é composto pelo melhorado motor 1.8 16V Flex, uma produção da FPT Industrial, que ganhou a tecnologia VIS como diferencial dos modelos antigos. O VIS (Variable Intake System), ou seja, sistema de admissão variável, tem como função variar o fluxo de ar dentro do coletor de admissão, trazendo mais torque em qualquer rotação.

Assim, o Toro anda bem, com potência de até 139 cv quando abastecido com etanol. Quando combinado com o variador de fase do comando de válvulas, o sistema consegue alcançar mais de 80% do torque máximo do motor em apenas 2.000 giros, ajudando na economia de combustível.

Para completar o conjunto, temos o câmbio automático de 6 marchas que conta com gerenciamento eletrônico. Juntando motor e câmbio, o Toro consegue ainda uma baixa emissão de poluentes, atributo que anda em alta nos últimos tempos.

E ao transportar, o que a picape oferece? Conforto e segurança. Um sistema de suspensão ajustado que roda bem com menos vibração e ruído, isso por conta das suspensões independentes quatro rodas, como auxilio de molas helicoidais progressivas à carga na traseira.

Para ajudar para a boa dirigibilidade, a direção elétrica entra em cena, com diâmetro mínimo de curva de 12,2 mm, o que confere uma boa manobrabilidade. Neste caso a tração é apenas na dianteira.

Ainda para o trabalho, oferece uma caçamba com volume para 820 litros, que pode ganhar opcionalmente ainda mais 405 litros quando acoplada ao extensor, acessório da Mopar. Em relação à capacidade de carga, pode ser carregada com 650 Kg.

O motorista também aprovou a sua tampa da caçamba bipartida, patenteada pela FCA, no qual as duas portas que se abrem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas. É mais leve e mais prática, o que facilita o acesso ao compartimento de cargas.

Itens de série a versão Fredoom 1.8 6AT conta com câmera de ré, sistema Uconnect Touch Nav 5”, seis alto-falantes com comandos no volante em couro e reconhecimento de voz. Além da segunda tomada 12V, importante para quem trabalha entre outros. Entre os sistemas de segurança ao rodar, temos o ESC (controle de estabilidade), o ASR, que monitora a tração, e o Hill Holder, conhecido como assistente de rampa.

Ficha técnica

Motor: 1.8 16V Flex AT6
Combustível Etanol / gasolina
Cilindrada 1747 cm³
Potência 135 cv / 5.750 rpm (gasolina) 139 cv / 5.750 rpm (etanol)

 

Torque 18,8 kgfm / 3.750 rpm (gasolina) 19,3 kgfm / 3.750 rpm (etanol
Transmissão Automática de 6 velocidades
Tração Dianteira com juntas homocinéticas
Direção Elétrica com pinhão e cremalheira
Rodas e Pneus 6,5jx16” em chapa de aço (liga leve opcional) 215/65 R16
Freios Dianteiro: A disco ventilado (ø de 305 mm) com pinça flutuante

De serviço: Hidráulico, comando a pedal com ABS, ESP, ASR e Hill Holder

Traseiro: A tambor (ø de 254 mm) com sapatas autocentrantes e regulagem automática de jogo

Suspensões Dianteira: Mc Pherson com rodas independentes, braços oscilantes em aço estampado fixados ao subchassis e barra estabilizadora. Amortecedores hidráulicos, telescópicos de duplo efeito e mola helicoidal

Traseira: Tipo Multi-link com rodas independentes, links transversais e longitudinais e barra estabilizadora. Molas helicoidais progressivas à carga

Tanque de combustível 60 litros

 

Dimensões e pesos

Comprimento 4.915 mm
Largura 1.844 mm
Entre-eixos 2.990 mm
Altura 1.680 mm
Capacidade de carga 650 Kg
Volume do porta-malas 820 litros
Carga máxima rebocável (sem freio) 400 Kg
Peso em ordem de marcha (Std A) 1619 kg