Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador

Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 08/04/2020

Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador. Desde o seu lançamento, a picape Fiat Toro chamou a atenção, primeiro por conta de um design absolutamente único – inclusive entre os modelos da marca – e em segundo lugar, por que deu início a um segmento novo e necessário, tanto para quem usa o veículo para o lazer quanto para o trabalho: o tamanho é ideal para o transportador que faz distribuição de pequenas cargas.

É o que a FCA chama de SUP (Sport Utility Pickup), um novo conceito que combina o conforto de um SUV com a praticidade de uma picape.

Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador

Já disse isso algumas vezes, mas apesar de ter um visual moderno, atraente e cheio de arrojo, o modelo é muito utilizado sim como veículo de transporte de insumos, como alimentos, material de construção, vidros, cargas pequenas e leves etc.  E o melhor, no final de semana é um carro bacana para apreciar com a família e amigos.

Bacana, esse é um bom adjetivo para a picape Fiat Toro, principalmente, para quem tem um pouco a mais de dinheiro para dispensar na hora da compra e adquirir a versão com motor diesel, como a nossa.

Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador

Aliás, neste ano tive o privilégio de passar as férias com o modelo Endurance Diesel AT9 4×4 já na linha 2020, o que foi muito agradável, considerando que a picape vivia carregada com parafernália de praia – cadeiras, guarda-sóis, mesinha, cooler, barraca etc. Mas antes do lazer, como era de se esperar, usei o carro para fazer transporte de revistas em um evento, e estamos falando de 10 mil exemplares, então, haja capacidade de carga.

Fiat Toro Endurance: na medida para o transportador

A picape é parruda, com a suspensão dianteira McPherson com rodas independentes e traseira independente (multibraço), que contribui para a dirigibilidade combinada com as molas helicoidais, que ajudam no peso colocado na caçamba. A capacidade de carga, aliás, é de 1 tonelada e o volume da caçamba é de 820 litros.

A caçamba é ampla, apesar da cabine ser dupla, com uma superfície de 1,5m2 e as portas bipartidas que ajudam na hora de carregar e descarregar o veículo.

As mudanças da linha 2020 foram suaves, com destaque para o novo desenho dianteiro que ganhou o para-choque incluindo o overbumper (para-choque de impulsão com quebra-mato), um detalhe que fica integrado ao design dianteiro do modelo. Nas versões Endurance, a caçamba aparece com o santantonio como item de série, assim como o vidro traseiro com barras de proteção, que ajudam a evitar danos quando se transporta cargas mais volumosas. Capota marítima é opcional.

Falando em força e dirigibilidade, a vantagem do motor diesel mora aí, e combina a economia de combustível difícil de se encontrar no modelo flex. O conjunto mecânico é formado pelo motor turbodiesel 2.0 Multijet II, com 16 válvulas e injeção direta, capaz de render 170 cv a 3.750 rom e torque de 37,5 kgfm a 1.750 giros. Sua construção conta com um sistema de fixação com coxins hidráulicos, para isolar contra ruído e as vibrações típicas dos motores diesel.

O veículo tem ótima dirigibilidade, muito por conta da direção com assistência elétrica, que poderia esterçar um pouco mais. Para garantir a segurança, o modelo conta com recursos eletrônicos nos controles de estabilidade e de tração. A transmissão é automática de 9 marchas com tração integral. Um sistema específico gerencia a transferência de torque para as rodas.

Um interior simples, porém, com materiais nobres, espaço e funcionalidade, incluindo o volante multifuncional. O único detalhe é que faltam porta-trecos, principalmente, se o motorista vai usar o veículo para o trabalho. Nosso modelo veio com a central multimídia com tela de 7″ compatível com Android Auto e Apple CarPlay e câmera de ré, como opcional, mas totalmente necessário.

Lançada em 2016, a Toro desbravou um segmento e junto com a Strada, também da Fiat, lideram o ranking de vendas de picapes no Brasil. De lá para cá, foram mais de 200 mil unidades comercializadas, consagrando-a como a segunda mais vendida entre todas.

 

Ficha técnica

Motor: Turbodiesel 2.0 Multijet II
Combustível Diesel
Cilindrada 1.956 cm3
Potência 170 cv a 3.750 rpm
Torque 35,7 Kgfm a 1.750 rpm
Injeção eletrônica Tipo direta Multijet II
Transmissão Automática de 9 velocidades
Tração 4×4 integral
Direção Elétrica
Rodas e Pneus 6,5Jx17″ ET40 – Liga de alumínio

Com pneus 225 / 65 R17 106H M+S “Urban e Off-Road”

Freios Dianteiro: A disco ventilado (ø de 305 mm) com pinça flutuante

Traseiro: A tambor com sapata autocentrante e regulagem automática de jogo Diâm. X Tambor 295,0 mm Diâm. do cilindro de roda 23,8 mm

De serviço: Hidráulico, comando a pedal com ABS e ESP

Suspensões Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Traseira: Tipo Multi-link com rodas independentes, links transversais e longitudinais e barra estabilizadora. Molas helicoidais progressivas à carga

Tanque de combustível 60 litros

 

Dimensões e pesos

Comprimento 4.945 mm
Largura 1.844 mm
Entre-eixos 2.990 mm
Altura 1.690 mm
Capacidade de carga 1.000 Kg
Volume do porta-malas 820 litros
Carga máxima rebocável (sem freio) 400 Kg