Implementos – Negócios sobre rodas: VUCs transformados

Implementos – Negócios sobre rodas: VUCs transformados

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 19/06/2018

Tem de tudo, de food truck até oficina mecânica e salão de beleza, as unidades móveis se tornaram um rentável negócio sem endereço fixo, mas é preciso que essa reforma seja feita por especialistas para conquistar o sucesso da operação

Texto: Carol Vilanova | Fotos: Divulgação 

As primeiras unidades de negócios sobre rodas foram os Food Trucks, que ganharam visibilidade nas ruas do Brasil e até mesmo em programas de TV, com suas cozinhas maravilhosas e super equipadas com o que há de mais avançado em tecnologia e segurança. Eles abriram as portas para uma nova modalidade, inclusive para os implementadores, os VUCs transformados.

A 4Truck, que já era especialista em implementos rodoviários para o transporte de cargas, é uma dessas empresas que apostaram nesse novo movimento, produzindo unidades móveis para todas as linhas de vans e caminhões. São diferentes negócios que deram uma outra cara aos veículos comerciais, o de vender ou prestar de serviços, longe do segmento de cargas.

“O mercado foi obrigado a se reinventar, já que o comportamento do consumidor mudou muito. Hoje, o cliente quer praticidade e, para alcançá-lo, as marcas têm investido em novos formatos de negócios. As unidades móveis têm sido uma boa opção nesse cenário”, explica o sócio diretor da 4TRUCK, Osmar Oliveira.

O diretor da 4Truck nos conta que tem negócios de todos os tipos, nos setores de ensino, fitness, incorporação imobiliária, manutenção mecânica, vestuário, segurança e saúde. “É uma solução itinerante: o negócio, em vez de manter-se em apenas um lugar, consegue se instalar em diferentes localidades e atender à demanda de públicos diversos”. Segundo Osmar, esse crescimento chegou num momento adequado à situação econômica atual do país.

“Os modelos móveis têm potencial para expor os produtos e reforçar a marca onde quer que o público esteja, por isso os empreendedores investem cada vez mais no potencial desse mercado”, afirma. A previsão de crescimento da 4TRUCK para 2018 é de 40%, sendo as unidades móveis a maior responsável por esse percentual.

Negócios sobre VUCs

Rômulo Jesus, gestor comercial de Unidades Móveis da 4TRUCK, conta que os Veículos Urbanos de Carga (VUC) são muito versáteis, e logo conquistaram o público transportador de carga com variações de furgões de alumínio, siders e carroceria.

“A chegada dos food trucks em 2014 aqueceu o mercado com vultuosos investimentos e abriu o leque de possibilidades para empreendedores, franqueadores e agências de marketing. De lá para cá surgiram esmalterias sobre rodas, lojas e show rooms, pet trucks, estúdios de tatuagens, salas compactas de treinamento sobre chassi, padarias, oficinas e mídia móveis entre outros”, comenta.

Entre os veículos mais propícios para estes negócios, Rômulo enxerga que as vans levam vantagens pelo menor valor de investimento e altura mais adequada para atendimento ao público. “Os veículos mais utilizados são MB Sprinter, Renault Master, Iveco Daily, Fiat Ducato e a nova VW Delivery Express”, afirma.

Mas não é somente inventar um negócio e sair por aí em cima de uma van, todo trabalho de transformação para uma unidade móvel passa por um importante processo. Nos primeiros contatos, a equipe técnica da 4Truck se empenha em ouvir a demanda do cliente e orientá-lo em relação ao tipo de veículo que se adequa melhor ao modelo de negócio.

“Existem clientes que já tem um plano de negócios definido e outros apenas com uma ideia inicial. Em ambos os casos todos pontos são discutidos para que o nível de customização e o investimento estejam adequados”, explica Rômulo.

Apesar da flexibilidade, afinal, cada projeto é um projeto, o prazo total de execução varia entre 45 e 60 dias da aprovação do projeto pelo cliente. Rômulo acredita que “o desafio é alinhar a expectativa de nossos clientes e adequar os projetos em espaços otimizados, compactos e de fácil operação”.

O projeto mais inusitado, de acordo com Rômulo, é uma unidade para atendimento de uma equipe de corrida de caminhões (Copa Truck), onde o ponto principal é a versatilidade. Funciona como transporte dos caminhões de corrida, motores e equipamentos; e ainda como dormitório privativo e climatizado, com área interna de oficina completa. Em outros eventos servirá com “Lounge 4Truck” para eventos e exposições.

 

Tudo nos conformes

 

É bom ficar ligado, pois existe algumas exigências legais que regulamentam o setor, principalmente se o projeto for um food truck. “Para outros segmentos e aplicações fazemos essa pesquisa internamente de acordo com cada projeto. Assim como existem restrições que podem surgir em projetos por peso excessivo, alto consumo elétrico, tamanho em desacordo”, observa.

Alguns equipamentos precisam de atenção especial, como o sistema elétrico, que conta com quadro geral e cabos anti-chama, relés térmicos, disjuntor geral de proteção tipo DR e circuitos dimensionados de acordo com a potência de cada equipamento interno.

Rômulo explica que esse sistema utiliza conjunto de tomadas e plugues externos padrão “STECK” e cabo de 25 metros para captação de energia. “Todos projetos incluem o fornecimento de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) do projeto elétrico. Internamente as tomadas são posicionadas de acordo com o layout e a iluminação é em LED de baixo consumo. Temos a possibilidade de utilizar também sistema de placas para captação e armazenagem de energia solar, gerador externo e uso de baterias e inversor de potência – tudo depende de investimento, necessidade e espaço físico para acomodação”.

Rômulo continua: “os food trucks utilizam sistema hidráulico que dispõem de reservatórios de água limpa e água servida para higienização de alimentos e limpeza de utensílios e etc. O tamanho dos reservatórios nos VUC’s pode variar de acordo com espaços para acomodação e que podem ser operados por bombas hidráulicas ou sistemas gravitacionais mais “simples”.

“Toda água utilizada tem reservatório específico para armazenagem. Orientamos nossos clientes para que esse descarte seja feito de maneira adequada e, se possível, que essa água seja reutilizada para limpeza externa da unidade móvel”, afirma.

Aí temos a documentação do veículo, que precisa estar em dia, emplacado e vistoriado. “A fabricação da unidade móvel por uma empresa homologada como a 4TRUCK, que entrega o produto com todas certificações, é imprescindível para pleitear licenças municipais e garantir a segurança de nossos clientes, uma vez que os mesmos precisam apresentar esses documentos para conquistar contratos de trabalho com grandes empresas”, comenta Rômulo.

Unidades Móveis são estabelecimentos comerciais sobre rodas que precisam do mesmo carinho e cuidado que um estabelecimento físico, ou seja, todos os equipamentos de segurança devem estar em ordem. “Sistemas de combate à incêndios (extintores), sistemas de segurança que identificam e suspendem o fornecimento de gás se é identificado algum vazamento, as ART’s (instalações elétricas e de gás e de projetos mecânicos) citadas acima e fabricação por empresas homologadas, como a 4TRUCK, minimizam os riscos”, observa.

Ele conta que geralmente, os sistemas de abastecimento de gás são compostos por 02 botijões p-13, encanamento pex com união de conexões por termo fusão, registros, sensor interno para detecção de vazamento e válvula de segurança externa para travamento automático. Projetos como esse também incluem o fornecimento de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e precisam de revisões periódicas.

 

Aí tem a manutenção

 

Assim como um estabelecimento físico, uma Unidade Móvel também precisa de manutenções periódicas e segundo o gerente, quem segue as orientações dos manuais de instrução que são entregues pela 4TRUCK otimiza tempo com essas manutenções e elas acabam sendo preventivas e rápidas.

E a 4Truck garante suporte depois de pronto o projeto: “temos know how de manutenção e prestação de serviços em implementos rodoviários por conta de nossa empresa SOS BAÚ e utilizamos essa expertise também para as unidades móveis, que possuem 12 meses de garantia desde a entrega para o cliente”, diz.

Com que negócio eu vou?

Osmar explica que entre os projetos desenvolvidos pela divisão de Unidades Móveis da 4TRUCK estão a oficina móvel da Volvo, que oferece revisão de caminhões na estrutura do cliente, evitando o deslocamento até a concessionária, a oficina móvel da Servfrota (prestadores de serviço da Hyundai) e a Quitandinha, instalada sobre o veículo MB Sprinter para levar frutas e verduras frescas para dentro dos condomínios de prédios da cidade. Além disso, estão em desenvolvimento projetos com grupos como Nutty Bavarian, Bimbo e Vitacon.

Segundo Osmar, existe muito espaço para quem deseja ter seu negócio nesse formato, mas é importante avaliar todas questões para agregar apenas os pontos positivos dele. A principal recomendação é ter um plano de negócios bem definido.