Pneus: cuidados em dias de calor

Pneus: cuidados em dias de calor

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 06/04/2020

Hits: 15

Pneus: cuidados em dias de calor. Principais itens de segurança do veículo, os pneus são construídos para durar milhares de quilômetros, contanto que sejam mantidos em perfeito estado de uso. Desgaste natural existe, mas algumas dicas são essenciais para prolongar a vida desses compostos, incluindo a maneira de dirigir do motorista, aliás, podemos dizer que isso é o mais importante.

Tendo a tecnologia como ingrediente secreto, a produção de um pneu se faz com uma mistura de mais de 30 tipos diferentes de borracha, enchimentos etc. Por dentro, temos elementos têxteis, talões, cintas de aço e outros componentes. Coloca-se tudo numa máquina gigante e tecnologia faz a sua parte. Depois de vulcanizado de passar por inúmeras inspeções de qualidade, o pneu está pronto.

Pneus: cuidados em dias de calor

De acordo com a Goodyear, embora os pneus estejam preparados para suportar diferenças de temperatura, alguns cuidados contribuem para melhorar sua performance e sua durabilidade. O pneu é o único ponto de contato do veículo com o solo e, neste processo, há uma grande transferência de calor.

Em dias quentes de verão, essa troca é ainda mais intensa, por isso a fabricante explica que a primeira dica é fazer a calibragem com os pneus frios, de modo que a diferença de pressão interna seja a menor possível. Confira as recomendações para os pneus em dias de muito calor:

Pneus: cuidados em dias de calor

Calibragem e Pressão: a pressão de ar é um dos fatores críticos que afetam o desgaste do pneu e, consequentemente, sua vida útil. Portanto, o motorista deve calibrá-los constantemente de acordo com o indicado no manual do proprietário ou nas etiquetas estrategicamente colocadas nas laterais das portas ou tampa de abastecimento do tanque de combustível.

Estepe: muitas vezes esquecido, é fundamental para que você não fique no meio da estrada. Nunca se esqueça de conferir a calibragem e as condições gerais do estepe, assim como a presença de chave de roda, triângulo e até mesmo um pano para limpar as mãos se necessário. Lembre-se: o fato de nunca ter usado este pneu não significa que ele esteja em boas condições de uso!

Alinhamento e balanceamento do veículo: além de obter melhor manobrabilidade em retas e curvas, evitando que o carro desvie ou puxe para os lados durante a frenagem, o alinhamento permite que haja desgaste regular dos pneus e ainda melhora eficiência de rolamento, garantindo economia de combustível.

Rodízio de pneus: o rodízio de pneus serve para compensar a diferença em desgaste, permitindo aumento de quilometragem e eficiência, proporcionando boa estabilidade, especialmente em curvas e freadas. O rodízio deve ser feito a cada 5.000 quilômetros, ou antes, caso você perceba desgaste irregular nos pneus.

Condições dos pneus: quando os pneus atingem profundidade de sulco inferior a 1,6 mm, devem ser substituídos. Para ver se chegaram a esse ponto, existem indicadores nos sulcos dos pneus, identificados por um triângulo na lateral.

* Fonte: Goodyear