VUCs próprios ou agregados? Depende do seu negócio

VUCs próprios ou agregados? Depende do seu negócio

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 11/05/2018

Hits: 31

Investir em veículos comerciais pode ser perfeito para o seu transporte, mas muitas empresas usam veículos agregados para ajudar a ampliar a sua operação e alcance, o que pode representar uma boa solução

Texto: Flavia Gomes | Fotos: Divulgação 

Dá para dizer que a espinha dorsal de uma empresa de transportes é gestão da sua frota. Afinal, providenciar que as encomendas sejam entregues sempre no local correto e no tempo combinado não é tarefa fácil. Por isso, ter a melhor solução pode fazer o seu negócio crescer cada vez mais ou deixar que ele se transforme numa grande ilusão.

É claro que adquirir seus próprios veículos podes ser muito bom, proporcionando mais qualidade para o seu cliente, com resultados mais rápidos, mas é uma estrutura que custa caro, e que com um bom gerenciamento pode ser substituída por uma frota agregada, ou terceirizada.

São duas variações de um mesmo negócio, e não existe certo ou errado. O que importa nesse caso é oferecer rapidez e qualidade ao seu cliente. Para escolher, é necessário analisar a viabilidade econômico-financeira da sua empresa, já que numa frota própria, os gastos de manutenção, funcionários e da operação em termos geral é todo da empresa.

No caso de uma frota agregada, esse ônus fica com o profissional contratado, mas para isso, é imprescindível buscar um parceiro especializado e não um que trabalhe de maneira informal, que tenha seguros e certificações para concluir o trabalho com eficiência, afinal, é a cara da sua empresa que será exposta.

VUCs próprios ou agregados? Como fazem as grandes transportadoras

Atender às diversas empresas de e-commerce já é parte importante da movimentação das encomendas em todas as transportadoras. Na Jadlog, empresa de logística e transportes de cargas expressas fracionadas, as encomendas vindas do comércio pela internet já representam 40% das operações da empresa.

A Jadlog atende clientes varejistas como Netshoes, Saraiva, Ri Happy, Wine e Mercado Livre, entre outros players de expressão nacional, além de pequenas e médias empresas, cujas plataformas e sistemas de comércio eletrônico já estão integrados ao da Jadlog.

Para isso, a companhia conta com uma rede de mais de 500 franquias, instaladas nas capitais e nas principais cidades brasileiras. “Somos uma empresa com foco na qualidade das entregas e no atendimento personalizado para nossos mais de 30 mil clientes através de modelo de franquias”, diz Bruno Tortorello, presidente da Jadlog.

Bruno Tortorello, JadLog

Apesar da participação expressiva do e-commerce, o varejo continua sendo nicho de participação importante para as transportadoras. Para a BrasPress, empresa de encomendas urgentes, o varejo é o seu maior nicho de participação em entregas, sendo que os mercados de confecções, calçados, autopeças, suprimentos de informática, médico hospitalar, medicamentos, produtos e equipamentos dentais, eletro-eletrônicos, entre outros, formam majoritariamente sua carteira de clientes e sinergias em suas operações.

Segundo informações da empresa, a BrasPress realiza mais de 1 milhão de entregas por mês, movimentando 38 bilhões em valor mercantil anualmente e 36 milhões de volumes, estando presente em 100% do território nacional e também nos principais países que integram o Mercosul, especialmente na Argentina e Paraguai. Sua estrutura está baseada em 96 filiais espalhadas pelo Brasil, empregando diretamente quase 6 mil colaboradores e mais 3 mil indiretos.

Investir em parcerias e inovações é parte da estratégia para o crescimento das empresas. A Jadlog desde o ano passado conta com parceria internacional. “Desde 2017 somos parte da DPDgroup, a segunda maior rede de entregas expressas da Europa e contamos com todo este know-how internacional. Isso nos coloca a frente dos Correios e de outros concorrentes quando falamos de inovação”, explica o presidente da empresa.

Luiz Carlos Alta, Braspress

Segundo ele, a empresa está lançando no Brasil o serviço Pickup, consolidado na Europa com mais de 32 mil pontos e 63 milhões de encomendas entregues. Esse novo serviço de logística permite retirar os produtos adquiridos no comércio eletrônico em pontos localizados nas cidades brasileiras. “É uma opção prática e conveniente, que facilita a vida do consumidor final e das empresas, permitindo retirar as mercadorias em qualquer dia da semana, em horários além do comercial”, comenta o executivo.

Para toda essa movimentação acontecer, é preciso cuidar das frotas. Com mais de 2 mil veículos certificados em sua frota própria, distribuída em 42 filiais, a BrasPress movimenta mais de 50% de sua tonelada em veículos próprios, tanto nas transferências como também na distribuição, já que são compostas de veículos pesados, médios e leves.

“Optamos por um modelo de controle e manutenção vertical, dotando as principais unidades, com oficinas próprias, abastecimento e também higienização, buscando com isso, um padrão diferenciado no quesito conservação e apresentação dos veículos”, conta Luiz Carlos Lopes, diretor de operações da BrasPress.

“A Braspress investe constantemente na renovação e na manutenção da sua frota, utilizando os melhores modelos disponíveis no mercado dentro de cada categoria para proporcionar qualidade e rapidez nos serviços”, explica o executivo.

A empresa utiliza caminhões leves da marca Hyundai modelo HR, que transportam até 1,8 toneladas, para entregas e coletas em áreas urbanas com restrição. Ainda na categoria leve, a companhia tem os Mercedes-Benz 710, que transportam mais de três toneladas, para entregas e coletas em centros urbanos e interurbanos.

Entre os veículos pesados, a companhia utiliza carretas Mercedes-Benz Axor 1933, VW Constellation 19330. “Esses modelos são específicos para transporte rodoviário e transferência entre filiais”, diz Lopes. Ainda na categoria pesados, a BrasPress utiliza o caminhão BITREM Mercedes-Benz Axor 2040, com capacidade de transportar 24 toneladas de cargas em cada vagão.

“Temos na figura dos caminhões, um dos nossos diferenciais, já que fazem parte da estratégia de sucesso do negócio, dando-nos maior liberdade no uso, na padronização da marca e especialmente na certeza de atendemos aos nossos clientes e usuários, com a melhor e mais sustentável qualidade, através dos serviços prestados”, explica o diretor.

Na Jadlog, a frota é formada por 250 caminhões e carretas e mais de 2.500 utilitários. “Cerca de 1.000 do total dos utilitários são dos nossos franqueados, que realizam a última milha da operação logística”, explica Tortorello. A frota própria é basicamente composta por utilitários como Fiorino Furgão, Strada Furgão Ducato e HR. Nos veículos pesados, a empresa conta com caminhões e carretas Mercedes-Benz Accelo 915C e Axor 1833.

Cuidar da logística da frota demanda esforço e foco. “Temos um departamento de planejamento que atua diretamente nas necessidades pontuais dos nossos clientes e logística integrada. Além disso, contamos com a frota da rede franqueada para realizar a última milha”, conta o presidente da Jadlog.

Frotas terceirizadas

A utilização de frotas agregadas é outra estratégia para as empresas. “A companhia cobre todo o território nacional e para garantir a excelência dos serviços nessa imensa extensão territorial contamos com um sistema de parceria com agregados”, diz o executivo da BrasPress. Segundo ele, as operações da empresa têm o apoio de 800 veículos agregados em todo o Brasil. Já na Jadlog, a utilização de carros e caminhões agregados é feita em casos pontuais.