VW Delivery agora com transmissão automatizada

VW Delivery agora com transmissão automatizada

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 22/10/2019

Para quem trabalha no trânsito, sentando na boleia de um caminhão o dia inteiro, todo conforto que possa vir do equipamento é bem-vindo. E em tempos de tecnologia embarcada esses recursos estão ficando cada vez mais comuns, graças a evolução da indústria automotiva que está sempre correndo atrás de novidades para o transportador, tudo em nome da produtividade e de um custo de operação mais baixo.

Falando em produtividade, motorista que trabalha com segurança e conforto, trabalha mais e melhor, certo? Isso é, alias, é premissa da maioria dos empregos por aí. E se conforto vale a pena, os caminhões estradeiros já oferecem o benefício da transmissão automatizada há algum tempo, faltava que os veículos que fazem entregas urbana ganhassem esse sistema.

Agora não falta mais, aos poucos a indústria de caminhões está colocando o câmbio automatizado como opção para o motorista e agora é a vez da Volkswagen, com sua linha Delivery, entregar esse conforto para seu cliente.

Testamos os dois modelos na versão V-Tronic, como foi denominada, são o 9.170 e o 11.180, ambos equipados com a transmissão Eaton EAO-6106, uma caixa sincronizada com seis marchas à frente — sendo a última Overdrive, que ajuda na economia de combustível em entregas intermunicipais. De cara, já enxergamos uma economia na manutenção: como não tem pedal de embreagem, a troca da peça é feita em período mais longo. Além disso, elimina o uso incorreto do motorista.

Segundo a engenharia da Volkswagen, em uma aplicação severa, a média é de mil trocas de marcha ao longo do dia, e sendo realizada de maneira automatizada pela transmissão V-Tronic, alguns itens são otimizados para o motorista, como o conforto, a ergonomia, e o menor desgaste físico.

O projeto da caixa automatizada foi desenvolvido por meio da parceria da VWCO e da Eaton, e alguns recursos incrementaram o resultado, como o sistema de ajuste da rotação para aclives ou redução de marcha numa aceleração para manter o giro.

Com esta caixa, o trem de força é programado para que a mudança sej feita no momento certo e o motor rode sempre na melhor faixa de rotação. Dessa maneira, menos erros e mais economia de combustível.

 

Dando uma volta no V-Tronic

Não adianta ter tecnologia e não ter ergonomia. Mas isso não acontece com o VW Delivery V-Tronic já que sua cabine é bastante agradável, tem ótima posição de dirigir do motorista, inclusive com ajuste do banco com suspensão a ar.

Três pessoas sentam confortavelmente no Delivery, e a chave seletora das marchas ajuda no espaço livre, pois no lugar de uma alavanca, o acionamento é feito por um botão. Em relação à segurança, a vantagem desse equipamento é que o motorista pode ficar com as duas mãos no volante o tempo todo. O sistema garante ainda que não aconteçam trancos quando a operação é feira de maneira manual.

Para melhorar a experiencia do Delivery, foi incluído o sistema EasyStart, que auxilia a partida em rampa. Por meio de um botão no console, o dispositivo é acionado e mantem o freio de serviço acionado por até três segundos após a liberação do pedal de freio, isto evita que o veículo se desloque em aclives ou declives.

Falando um pouco do motor, o VW Delivery 9.170 utiliza o Cummins ISF de 3,8 litros e com tecnologia SCR, ou seja, o sistema de redução catalítica seletiva, que faz o pós-tratamento de gases de escape, com intuito de reduzir a emissão de poluentes. O torque máximo chega a 600 Nm na faixa entre 1.100 e 1.700 rpm e a potência é de 165 cv a 2.600 giros. Já o modelo VW Delivery 11.180, usa o mesmo motor, porém com potência de 175 cv a 2.600 rpm e torque máximo a 600 Nm na mesma faixa de rotação.

Dessa maneira, os dois modelos equipados com o câmbio automatizado V-Tronic são ideais para distribuição urbana de carga e prometem fazer sucesso, já que as vendas começam na Fenatran.

Ficha técnica

9.170 11.180
Motor Cummins ISF de 3,8 litros Cummins ISF de 3,8 litros
Combustível Diesel Diesel
Cilindros 4 cilindros 4 cilindros
Potência 165 cv @ 2.600 rpm 175 cv @ 2.600 rpm
Torque 600 Nm @ 1.100 a 1.700 rpm 600 Nm @ 1.100 a 1.700 rpm
Transmissão Eaton EAO-6106 – Automatizada Eaton EAO-6106 – Automatizada
Embreagem Monodisco Monodisco
Rodas e Pneus 17,5”x6,75  / 235/75E17,5” 17,5”x6,75  / 235/75E17,5”
Freios Ar, tambor nas rodas dianteiras e traseiras com ABS + EBD Ar, tambor nas rodas dianteiras e traseiras com ABS + EBD
Suspensões Dianteira: Molas parabólicas, amortecedores hidráulicos telescópicos de dupla ação.

Traseira: Eixo rígido motriz, molas parabólicas com duplo estagio, amortecedores hidráulicos de dupla ação.

Dianteira: Molas parabólicas, amortecedores hidráulicos telescópicos de dupla ação.

Traseira: Eixo rígido motriz, molas parabólicas com duplo estagio, amortecedores hidráulicos de dupla ação.

Tanque de combustível 150 l std, 80 l opc 150 l std, 80 l opc

 

Dimensões e Pesos

9.170

 

11.180
Distância entre-eixos 3.400 / 4.000 / 4.400 / 4.600 mm 3.400 / 4.000 / 4.400 / 4.600 mm
Comprimento total 6.295 / 6.535 / 7.785 / 8.485 mm 6.285 / 6.535 / 7.785 / 8.485 mm
Largura 2.685 mm 2.685 mm
Altura 2.440 mm 2.452 mm
PBT 8.500 kg 10.700 Kg
Capacidade máx. de carga útil + carroceria 5.600 / 5.500 / 5.500 / 5.450 Kg 7.450 / 7.400 / 7.350 / 7.300 Kg
Capacidade técnica (Total) 8.800 kg 10.700 Kg
Peso Bruto Total Combinado (PBTC) 11.500 Kg 10.700 Kg