VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

Posted by: Carolina Vilanova
Em: 15/12/2021

Hits: 216

Frete Drive: VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

Simples assim: ou melhoramos a qualidade do ar do mundo em que vivemos ou nossos netos terão um planeta comprometido. E muito por conta dessa reflexão, a maioria das montadoras já está imergida no desenvolvimento de veículos híbridos ou elétricos, com previsões de que que toda, ou boa parte da linha, seja totalmente zero emissões até 2030.

Hoje já temos, em quantidade na Europa, e engatinhando no Brasil, muitos veículos que seguem esses conceitos, carros de passeio luxuosos, que custam muito mais do que a vasta maioria dos brasileiros pode pagar, mas que são completamente amigo do meio ambiente e dispensam qualquer tipo de combustível fóssil.

VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

Mas a engenharia saiu na frente quando falamos de veículos comerciais elétricos, e a Volkswagen Caminhões e Ônibus projetou e produziu o primeiro caminhão elétrico nacional: o VW e-Delivery. Já falamos muito dele, mas dessa vez, testamos o modelo, o mesmo que está sendo vendido no mercado, e agradando as mais exigentes empresas de transporte.

Entre no nosso podcast

Acesse os vídeos no You Tube

Leia a Revista Frete Urbano

A versão que andamos foi a e-Delivery 11 toneladas 4×2, equipada com baú carga seca. O mais impressionante é estar dentro de um caminhão ligado e não escutar nenhum barulho. O interior do modelo é simples, porém com muita tecnologia, a começar pela alavanca de mudança de marchas, que não existe, no seu lugar um “botão” com as letras D (Drive), N (Neutro) e R (Ré).

VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

Falando do conjunto mecânico, quer dizer, elétrico, o e-Delivery vem equipado com um motor que entrega 300kW e torque máximo de 2.150 Nm desde a rotação zero. A engenhara da VWCO explica que com seis módulos de bateria ou, opcionalmente, três módulos, de acordo com a autonomia necessária à operação.

Dessa forma, o motor de tração do e-Delivery mostra toda a sua potência e força com mais de 96% de eficiência energética. Assim, entrega seu torque máximo já em baixas rotações. Como falamos, o modelo dispensa o uso de transmissão devido a seu alto torque transmitido de forma imediata ao eixo trativo.

VW e-Delivery: eficiência na distribuição sem emissão

De acordo com sua configuração, o caminhão é capaz de partir em rampas de até 28% sem qualquer dificuldade. A mesma força que dispõe para acelerar se reflete na frenagem de regeneração.

Chamado de caminhão inteligente, o e-Delivery tem autonomia de até 250 km, de acordo com a configuração. O freio regenerativo de três estágios pode aproveitar até 40% da energia gasta para desacelerar. Segundo a VWCO, todo esse projeto foi construído em linha com condições reais de operações urbanas.

Ao dirigir, uma sensação de conforto e segurança, acelera bem quando é exigido e faz curvas com precisão, até mesmo em sequência.

A Volkswagen Caminhões explica que o desempenho do e-Delivery se dá por conta de uma calibração minuciosa para operações severas. Suas curvas de torque e de potência foram registradas para atender a uma ampla gama de aplicações.

Trata-se de um motor síncrono de imã permanente de corrente alternada. Seu design é único, feito para ser leve e operar dentro da arquitetura modular flexível da marca. O veículo também utiliza um inversor de tração, que atua como o cérebro do motor, recebendo os comandos de como o motor deve atuar. É o dosador da potência e do torque, segundo a VWCO.

O caminhão adota a suspensão pneumática de série, que atende às mais variadas aplicações urbanas. Em relação à capacidade de carga, o e-Delivery tem peso bruto total de 10.700 kg e oferece 6.320 kg de capacidade de carga útil, somada à carroceria.

Em relação ao conto mecânico, chassis, rodas e pneus, tudo é compartilhando com o restante da família Delivery, garantindo a robustez e consequentemente a redução de custos na fabricação.

Baterias de celular

Toda essa tecnologia é possível devido às baterias de íons de lítio, que tiveram design otimizado para serem leves e ao mesmo tempo oferecer uma ótima densidade. Além disso, são livres de níquel, cobalto e manganês, sendo a opção mais sustentável, e são refrigeradas à água.

Para carregar, o e-Delivery resiste a uma recarga em corrente contínua de até 150 kW de potência, reduzindo o tempo do veículo parado nas estações de carregamento e aumentando a disponibilidade ao usuário. Para a operação, o padrão de tomada é internacional, o CCS-2, seguido também pelo mercado europeu e pela maioria das montadoras de veículos elétricos, segundo a marca.

É importante o transportador saber que durante as sessões de recarga, o e-Delivery mantém a tomada travada com o carregador para garantir a segurança e bom funcionamento do sistema. Se houver algum imprevisto, o fluxo é interrompido automaticamente e é possível identificar a causa do problema através do computador de bordo do veículo.

O VW e-Delivery é um investimento e tanto mas, de acordo com a VWCO, é revertido em cinco anos de uso. Além disso, outros benefícios são agregados ao caminhão elétrico, mais produtividade, o custo mais baixo de manutenção e a tendência de ter menos paradas. Sem falar que o custo de diesel é zero.